HISTORIANET

Brasil República

Ditadura Militar

Por que Jango caiu.

“O governo de Jango não cai em razão de seus eventuais defeitos; ele é derrubado por suas qualidades: representa uma ameaça tanto para o domínio norte-americano sobre a América Latina, como para o latifúndio”.
Darcy Ribeiro
O Ibope

A pedido da Federação do Comércio do Estado de São Paulo, o Ibope realizou pesquisa, durante os últimos dez dias antes do golpe, na maior cidade do país – aquela que, segundo os golpistas, saiu à rua em peso para apoiar a deposição de Jango. Os índices colhidos entre os dias 20 e 30 de março de 1964 mostravam, ao contrário, significativo apoio dos paulistanos ao governo.
Mais de 80% dos quinhentos eleitores entrevistados sabia dos decretos de Jango: encampação das refinarias de petróleo, desapropriação de terras às margens de açudes, ferrovias e rodovias federais; e tabelamento de aluguéis – medidas aprovadas por 64%.
No dia 26 de março o Ibope concluiu oura pesquisa: metade dos eleitores de oito capitais votariam em Jango à reeleição. Não há notícias de que tais pesquisas tenham sido publicadas na época.

Esses dois textos foram extraídos da nova coleção “Caros Amigos”

A história em cima dos fatos.

Esta é a segunda coleção de fascículos Caros Amigos. A primeira foi Rebeldes Brasileiros - Homens e mulheres que desafiaram o poder. A proposta, tanto da primeira como desta segunda coleção, é mostrar episódios e personagens da história do Brasil a partir de nosso ponto de vista, que difere substancialmente do encontrado em trabalhos semelhantes publicados pelas editoras grandes de revistas e jornais, mesmo porque elas defenderam e defendem a elite econômico-financeira que sempre dominou o poder e que não admite qualquer reforma institucional que possa ameaçar seus privilégios. Como aconteceu no episódio que vamos contar nessa série de fascículos, como aconteceu em episódios anteriores e como pode acontecer cada vez que um governo propuser mudanças estruturais ao país.
No caso as editoras grandes apoiaram vigorosamente o golpe de Estado que inaugurou o longo período chamado “anos de chumbo”, a ditadura militar que durou 21 anos., de 1964 a 1985.
A presente coleção, dividida em 12 fascículos que irão para as bancas e livrarias de quinze em quinze dias, descreve em detalhes as diversas fases daquele governo de exceção, a partir da noite de 31 de março de 1964 até a entrega da faixa presidencial a José Sarney, em 15 de março de 1985, após tumultuado processo que culminaria com a volta do Estado de Direito

O Plano da coleção:



Para conhecer mais sobre a coleção ou para adquiri-la acesse o site da “Caros Amigos”

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET