HISTORIANET

Notícias

Plano da Juventude

Comissão pode votar o Plano da Juventude

A Comissão Especial do Plano Nacional da Juventude da Câmara dos Deputados (Projeto de Lei 4530/04) se reúne para discutir e votar o substitutivo do relator, deputado Reginaldo Lopes (PT-MG). O plano estabelece metas a serem cumpridas pelo poder público nos próximos dez anos em ações voltadas para a população de 15 a 29 anos de idade. A discussão do substitutivo deveria ter sido iniciada ontem, mas a reunião da comissão foi cancelada por falta de quorum.

O relator apresentou uma versão preliminar do substitutivo. Entre as alterações sugeridas está a criação de conselhos municipais e estaduais da juventude, que terão a obrigação de elaborar planos decenais dirigidos para essa faixa etária da população. Segundo o texto, os estados e municípios que não elaborarem essas metas em um prazo de dois anos - a partir da vigência da nova lei - perderão o direito aos recursos destinados a políticas públicas para a juventude.

Metas de ensino

O relatório preliminar inclui a criação de um fundo de desenvolvimento do ensino profissionalizante (Fundep) e o prazo de dez anos para a universalização do ensino médio. Outra meta é que, em cinco anos, 40% dos jovens estejam na universidade e que esse percentual aumente para 50% nos cinco anos seguintes. Atualmente, apenas 9% dos jovens com idade entre 18 e 24 anos estão nas universidades. A avaliação das metas, que não tinha periodicidade definida na proposta original, foi estabelecida para ocorrer a cada três anos. Outra alteração acolhida pelo relator é a de erradicação do analfabetismo juvenil em três anos.

Representação

Para garantir a participação da juventude nas decisões de políticas públicas que atendam a seus interesses, o relator sugeriu a inclusão de um representante dos jovens nos conselhos de representação da sociedade civil, indicados pelos conselhos municipais, estaduais e federal do setor.

O parecer preliminar acrescenta ao plano um capítulo para as políticas públicas destinadas a cada setor da juventude. A novidade é a inclusão de itens sobre as populações indígenas e afrodescendentes e os jovens camponeses ou habitantes de áreas ribeirinhas.

Fonte: Agência Câmara

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET