HISTORIANET

Vestibulares

UNICAMP 2006

1a. fase do vestibular da Universidade de Campinas - 20/11/05

Correção do HISTORIANET - Prof. Cláudio Recco


1) A imagem abaixo ilustra "o encolhimento do mapa mundo graças a inovações nos transportes que 'aniquilam o espaço por meio do tempo'". (David Harvey, A condição pós-moderna. São Paulo: Edições Loyola, 1993, p. 220.)

Unicamp 2006

a) De acordo com a imagem e o texto acima, qual o significado da expressão "encolhimento do mapa mundo"?

b) Relacione o uso dos barcos a vela com as mudanças na cartografia e no conhecimento geográfico da Terra no início da Idade Moderna.

c) Além de locomotivas e barcos a vapor, cite um outro meio de transporte introduzido entre 1850 e 1930.

RESOLUÇÃO

a) significa que as distâncias foram encurtadas devido ao aperfeiçoamento nos meios de transportes, principalmente a partir do século XIX, com o advento da ferrovia e da utilização da energia a vapor mos meios de locomoção

b) O início da Idade Moderna foi caracterizado pelas Grandes Navegações (XV - XVI) promovidas inicialmente pelas nações ibéricas, utilizando os barcos a vela, revolucionários para a época, pois possibilitavam a ampliação das distâncias e portanto das áreas conhecidas.

c) O automóvel a gasolina, no final do século XIX, ou o avião no início do século XX


2) O período de 1789 a 1848 foi marcado por profundas mudanças. A primeira foi demográfica. A população do Reino Unido, por exemplo, quase duplicou entre 1800 e 1850. A segunda maior mudança foi nas comunicações. As ferrovias já tinham considrável importância prática na Grã-Bretanha, Estados Unidos, Bélgica, França e Alemanha. Também devemos enfatizar o aumento da velocidade e da capacidade de carga assim alcançadas. As ferrovias facilitaram as viagens e os transportes, uniram a cidade ao campo, as regiões pobres ás ricas. O crescimento da população deveu-se muito a elas. (adaptado de Eric Hobsbawn, A era das revoluções. 1789-1848. Rio de janeiro: Paz e Terra, 1982, p. 188-189)

a) Por que 1789 e 1848 são importantes marcos cronológicos da história política européia?

b) Estabeleça duas relações importantes entre as ferrovias e a produção industrial na primeira metade do século XIX

c) Qual a importância das ferrovias na ocupação do território dos EUA no século XIX?

RESOLUÇÃO

a) As duas datas se referem a importantes movimentos revolucionários, que marcam a expansão das idéias liberais iluministas. Em 1789 se iniciou a Revolução Francesa que aboliu o "antigo regime" do país e, em 1848, um conjunto de movimentos revolucionários abalou a Europa, conhecido como "Primavera dos Povos" que, no caso da França, promoveu o avanço do liberalismo com a adoção do regime republicano e a ampliação dos direitos sociais e políticos.

b) o desenvolvimento industrial foi fundamental para a expansão da industrialização uma que vez que, ao encurtar distancias, favoreceu o transporte de matérias-primas para os centros industriais e o escoamento da produção, barateando os custos e ampliando os mercados.

c) Durante o século XIX os EUA realizaram seu "destino manifesto" ao conquistarem as terras do oeste. Esse processo, desenvolvido durante décadas, foi responsável pela anexação do norte do México e pela dizimação das populações indígenas, completou-se, do ponto de vista econômico com o desenvolvimento ferroviário que ligava a costa leste à costa leste recém conquistada.


UFRJ




1) O gráfico mostra as flutuações da população das Américas entre meados do século XIII e fins do século XVIII.
a) Cite dois fatores que contribuíram para a acentuada queda da população americana a partir do século XVI.
b) Indique dois fatores que contribuíram para a recuperação da população americana a partir do século XVIII.

Respostas.
a) O candidato poderá mencionar, dentre outros, a Conquista, o choque microbiano resultante, as mudanças nos ritmos de trabalho impostos aos aborígines, a desestruturação cultural das sociedades nativas e os deslocamentos espaciais impostos pelos conquistadores aos indígenas.
b) O candidato poderá mencionar, dentre outros, a adaptação dos nativos à esfera microbiana resultante da conquista, a recuperação das taxas de natalidade dos aborígines, a migração para a América de milhares de habitantes das metrópoles européias e o incremento do tráfico de escravos africanos.

2)
Ano de 1730, Comarca do Rio das Mortes de Minas Gerais. Depois de uma série de desavenças, Felisberto Caldeira Brant ordenara matar o Dr. Antônio da Cunha Silveira, então ouvidor-geral (representante da justiça régia na localidade). Tendo sobrevivido, o ouvidor tentou prender o seu desafeto, mas sem sucesso: Brant estava protegido por mais de cem escravos armados, e outros tantos homens livres, brancos que viviam a sua devoção, dentro de sua casa.
Fonte: Adaptado da Carta de D. Lourenço de Almeida, governador de Minas, ao Rei, escrita em 1730, queixando-se do procedimento de Felisberto Caldeira Brant. Arquivo Histórico Ultramarino, Coleção Minas Gerais. Caixa. 17, documento 35, Código 1643.
a) Identifique nesses acontecimentos uma passagem que contrarie a idéia, tradicional na
historiografia brasileira, da absoluta subserviência dos colonos frente à vontade metropolitana.
b) Retire do texto uma passagem que contrarie a idéia, igualmente clássica na historiografia nacional, de uma contínua e insuperável oposição de interesses entre senhores e escravos.

Respostas:
a) O candidato deverá identificar a passagem em que Felisberto Caldeira Brant ordena matar o ouvidor geral. Poderá também sublinhar o conflito aberto entre Caldeira Brant e o representante da metrópole. Pode-se ainda mencionar o fato de que o ouvidorgeral não conseguiu impor sua autoridade como representante da Coroa.
b) O candidato deverá selecionar o seguinte trecho: "Brant estava protegido por mais de cem negros armados...".


3) A centralização, tal qual existe, comprime a liberdade, constrange o cidadão, subordina o direito de todos ao arbítrio de um só poder, nulifica de fato a soberania nacional, mata o estímulo de progresso local. O regime de federação, [ao contrário, está] baseado na independência recíproca das províncias, e é aquele que adotamos no nosso programa, como sendo o único capaz de manter a comunhão da família brasileira.
Fonte: Adaptado de PESSOA, Reinaldo Carneiro. A idéia republicana no Brasil através de documentos. São Paulo, Editora Alfa-Omega, 1976, p.39.
O trecho acima, adaptado do Manifesto Republicano de 1870, representou um marco na história do Segundo Reinado (1840-1889), na medida em que apontava para o início de uma mobilização que mais tarde contribuiu para a queda da monarquia.
a) Identifique a instituição da estrutura de poder da monarquia brasileira à qual se destinava a crítica contida no Manifesto.
b) Explique a proposta de reorganização do Estado presente no trecho do Manifesto Republicano.

Respostas:
a) O candidato deverá identificar o Poder Moderador.
b) O candidato deverá explicar que o trecho citado do Manifesto Republicano propõe a reorganização do Estado com base no federalismo, portanto tendo como princípio a real autonomia das províncias frente ao governo central.

4)


Hiroshima, Japão. No exato momento em que 60 anos antes a primeira bomba atômica da história devastava a cidade de Hiroshima no Japão, mais de 50 mil pessoas fizeram um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do ataque. Às 8:15 min [...] o mundo relembrou a detonação da arma mais poderosa já vista no planeta até então, que matou cerca de cem mil pessoas diretamente e outras milhares nos anos seguintes.
Fonte: Adaptado de O Globo de 06 de agosto de 2005, p.36.
a) Apresente um argumento do governo norte-americano em defesa da ação que devastou Hiroshima, no dia 06 de agosto de 1945, e Nagasaki, três dias depois.
b) Considerando a situação militar da Ásia Oriental em meados de 1945, mencione uma crítica aos bombardeios dessas duas cidades japonesas.

Respostas:
a) O candidato poderá apresentar como argumento do governo norte-americano, entre outros, o de que era preciso empregar todos os recursos militares disponíveis para garantir a rendição japonesa e abreviar o conflito; o de que era necessário intimidar o inimigo e aos demais Estados por meio da demonstração do poder destrutivo da nova arma; e que não se deveria depender do apoio militar da União Soviética para derrotar o Japão.
b) O candidato poderá mencionar o fato de as forças Aliadas, às vésperas das duas explosões, encontrarem-se em esmagadora vantagem militar sobre as tropas japonesas na Ásia Oriental.


5)
Geisel - [...] O Brasil hoje em dia é considerado um oásis [...].
Coutinho - [...] Ah, o negócio melhorou muito. Agora, melhorou, aqui entre nós, foi quando nós começamos a matar. Começamos a matar.
Geisel - Porque antigamente você prendia o sujeito e o sujeito ia lá para fora. [...] Ó Coutinho, esse troço de matar é uma barbaridade, mas eu acho que tem que ser.
Fonte: GASPARI, Elio. A ditadura derrotada. São Paulo, Companhia das Letras, 2003, p. 324.
O diálogo acima, ocorrido no dia 16 de fevereiro de 1974 entre os generais Ernesto Geisel e Dale Coutinho, se deu um mês antes da posse do primeiro como Presidente da República e do segundo como Ministro do Exército.
a) Cite uma medida do Governo Geisel (1974-1979) que o aproximava das aspirações de parte da sociedade brasileira pela volta ao regime
b) indique duas ações do mesmo governo que reforçam o padrão autoritário do regime militar inaugurado em 1964

Respostas:
a) O candidato poderá citar, dentre outras, uma das seguintes medidas: o fim do AI-5; a suspensão da censura prévia a parte da imprensa; e a demissão de membros da alta hierarquia militar ligados à linha-dura do regime.
b) O candidato poderá indicar duas das seguintes ações: a elaboração de uma nova legislação eleitoral - a Lei Falcão; o fechamento do Congresso Nacional; a formulação do Pacote de Abril; a cassação de parlamentares; e o combate a organizações de esquerda como o PCB e o PC do B, dentre outras, inclusive assassinando militantes destas organizações.

Pesquisar em
1132 conteúdos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

Livros

O capitalismo como religião

apresenta um recorrido por ensaios do filósofo Walter Benjamin, organizado e int

Notícias

Série refaz a trajetória de líderes da Segunda Guerra

'Guerras Mundiais', que estreia no History Channel, mostra a participação de Hit

Notícias

Vou passar no ENEM

Acompanhe as orientações e dicas para enfrenar esse desafio

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET