HISTORIANET

Notícias

Trabalho escravo

A CONTAG participou de uma audiência pública na Câmara dos Deputados sobre trabalho escravo, na passada quarta-feira (29/06). Parlamentares, representantes de movimentos sociais e do governo debateram o relatório do deputado Vicentinho (PT-SP), que classifica o trabalho escravo como crime e estabelece penas para a prática.

Hoje, estão em discussão na Câmara dos Deputados seis projetos de lei que tratam das formas e penas para a prática. A intenção de Vicentinho é unificar as propostas e apresentar um substitutivo."Isso vai poupar trabalho e agilizar a votação do projeto", analisa Vicentinho.

No Grito da Terra Brasil, a CONTAG pediu aos presidentes da Câmara, Severino Cavalcanti, e do Senado Federal, Renan Calheiros, apoio para aprovar os projetos que punissem o trabalho escravo. Nas duas Casas, a confederação obteve respostas positivas para a reivindicação. Por isso, o secretário de Assalariados e Assalariadas da CONTAG, Antônio Lucas Filho, avalia que a proposta de Vicentinho será aprovada com facilidade.

Antônio Lucas destacou a importância em se aprovar também a chamada PEC do trabalho escravo, que expropria terras onde forem encontradas esse tipo de prática. "As leis são instrumentos importantes porque punem os fazendeiros e, assim, o trabalho escravo deixa de ser lucrativo", pondera.

Agência CONTAG
4 julho 2005

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET