HISTORIANET

Notícias

Memórias de Mandela

JOHANESBURGO, África do Sul (Reuters) - O ícone antiapartheid Nelson Mandela inaugurou na quarta-feira um centro de pesquisas e documentação sobre sua vida em um local no qual ele foi aprisionado três vezes. O gesto marca o 15o aniversário de sua libertação.
O Centro Nelson Mandela da Memória e Comemoração, no centro de Johanesburgo, apresenta documentos e fotos inéditos sobre os 27 anos em que o ex-presidente esteve na prisão, incluindo textos escritos a mão extraídos de seu diário e de cartas.
"Que nós nunca esqueçamos aquelas gerações que mudaram o regime do apartheid e tornaram nossa liberdade possível através de muitos anos de luta", disse Mandela.
Nelson Mandela, que aos 86 anos de idade parece cada vez mais frágil, foi libertado em fevereiro de 1990, quando os dirigentes do apartheid na África do Sul começavam a relaxar as regras antes das eleições livres, que ocorreram quatro anos mais tarde.
A exposição que inaugurou o centro de pesquisas, chamada de "46664 - Um Prisioneiro trabalhando no Jardim" (uma referência ao número de sua cela na prisão), mostrará um vislumbre do material encontrado nos arquivos penitenciários de Mandela e também na sua coleção particular.
Em sua autobiografia, "Longo Caminho para a Liberdade", Mandela escreve sobre sua paixão por jardinagem durante seu longo encarceramento.
O centro também construiu um portal na Internet para arquivar documentos sobre a vida de Mandela e pretende usar seus recursos em projetos educativos em comunidades.
Outros museus documentam aspectos da vida de Mandela, inclusive um no gueto de Soweto, onde ele morou. Um novo museu está sendo construído perto de sua cidade-natal em Qunu.

Reuters

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET