HISTORIANET

Livros

Um novo olhar

TÍTULO: STALIN - UM NOVO OLHAR
AUTOR: LUDO MARTENS
EDITORA: REVAN
ANO DE EDIÇÃO: 2003
TAMANHO: MÉDIO
PÁGINAS: 352
PREÇO: R$ 35,00

O antistalinismo é talvez a principal arma teórica, ideológica e prática com que conta hoje o poder dominante capitalista no mundo. Seja no âmbito científico, acadêmico ou não, seja no âmbito do noticiário cotidiano da mídia impressa ou eletrônica, o antistalinismo passou a ser absorvido, em quase todo o mundo, como uma espécie de verdade indiscutível, do tipo de verdades absolutas ou oriundas de produtos exclusivos da fé.

Mas esse ódio a Stalin não teve geração espontânea. Foi construído passo a passo, desde os anos 30, por uma conjunção entre a propaganda nazista e a cadeia de jornais norte-americanos de Hearst, de notórias simpatias pelo nazismo, que o mundo inteiro conheceu no personagem "Cidadão Kane", de Orson Welles. Depois da II Guerra Mundial, quando o anticomunismo virou política de Estado na maioria dos países do Ocidente, o esforço para mostrar Stalin numa imagem de vilão retornou com toda força e tornou-se moeda corrente, quase incontestada, após a queda do comunismo soviético no final dos anos 1980.

Sem qualquer debate sério, inclusive sobre questões específicas relacionadas diretamente a Stalin ("o testamento de Lenin", as "coletivizações", os expurgos ou depurações, as diferentes formas de "burocratismo" ou "desvios do poder socialista" etc.), essa campanha do capitalismo internacional, recorrendo às armas mais simples e às mais sofisticadas da técnica de propaganda, associou-se às ações do que os comunistas chamam de "revisionismo" (coexistência pacífica de Krushev no âmbito da Guerra Fria, extinção do princípio revolucionário de "partido comunista do proletariado" e sua substituição pelo conceito de "partido de todo o povo", ou seja, inclusive da burguesia; introdução de reformas que prejudicam a idéia de planejamento econômico centralizado do país, princípio básico da doutrina marxista etc.). "Revisionismo" que, no interior dos partidos comunistas de todo o mundo, construiu e reconstruiu, elaborou e reelaborou o antistalinismo hoje em voga, impondo-o aos quatro cantos do planeta, como uma espécie de cortina ou véu sobreposto à realidade das contradições de ontem e de hoje entre o capitalismo e o socialismo e no interior desses dois sistemas.

"Stalin - Um Novo Olhar", de Ludo Martens, levanta o véu sobre o pano de fundo desse cenário forjado, com atenção especial ao período em que a personalidade, mas, sobretudo as ações de Josef Stalin estiveram no centro de todas essas contradições, principalmente nos anos 1930 e 1940.

A obra é uma excelente referência para aqueles que se interessam na pesquisa da história do socialismo, na história da mais significativa e contraditória experiência socialista pela qual passou um terço da humanidade e cujas conseqüências estão presentes em nosso dia-a-dia; e, sobretudo, àqueles que queiram ter em mãos uma fonte alternativa de informações sobre o período de Stalin para, desse modo, confrontar as versões que mais facilmente chegam até o público com as do livro em questão, deixando de lado o maniqueísmo, tão prejudicial à pesquisa histórica.

Em suma, é de extrema importância a todos os que tomarem contato com a obra, examiná-la sem preconceitos, refletindo sobre o que ela nos transmite, em confronto com o antistalinismo estatal ou privado que não raro assimilamos inadvertidamente, ao longo da vida, muitas vezes expresso de forma clara ou transparente, mas com freqüência divulgado de forma disfarçada ou camuflada.

Links para compra:

http://www.grandesautores.com.br/scripts/detalhe.cfm?cod_livro=108515

http://www.submarino.com.br/books_productdetails.asp?Query=ProductPage&ProdTypeId=1&ProdId=195249&ST=SE

http://www.revan.com.br/catalogo/0269.htm

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET