HISTORIANET

Vestibulares

FUVEST - 1a. fase 2003

FUVEST - 1a. fase 2003

Resolução:
Cláudio Recco, do HISTORIANET



1) "A história da Antigüidade Clássica é a história das cidades, porém, de cidades baseadas na propriedade da terra e na agricultura." K. Marx. Formações econômicas pré-capitalistas. Em decorrência da frase de Marx, é correto afirmar que

a) os comerciantes eram o setor urbano com maior poder na Antigüidade, mas dependiam da produção agrícola.
b) o comércio e as manufaturas eram atividades desconhecidas nas cidades em torno do Mediterrâneo.
c) as populações das cidades greco-romanas dependiam da agricultura para a acumulação de riqueza monetária.
d) a sociedade urbana greco-romana se caracterizava pela ausência de diferenças sociais.
e) os privilégios dos cidadãos das cidades gregas e romanas se originavam da condição de proprietários rurais.

Resolução
A Antigüidade Clássicao-romana foi caracterizada pelo predomínio da elite agrária, como os eupátridas em Atenas e patrícios em Roma, classes sociais vinculadas à propriedade da terra.
Resposta: E


2) Perto do ano 1000, manifestações de medo foram verificadas em todo o Ocidente, como se o fim do milênio trouxesse consigo o fim dos tempos. Tal situação deve ser entendida como

a) manifestação da crescente religiosidade que caracterizava a sociedade feudal.
b) indício do crescente analfabetismo das camadas populares e diminuição da religiosidade clerical.
c) decorrência da tomada do Império Bizantino pelos muçulmanos do norte da África.
d) traço típico de uma sociedade em transição que se tornava mais clerical e menos guerreira.
e) característica do momento de centralização política e de formação das monarquias nacionais.

Resolução
A sociedade feudal foi caracterizada pela formação cultural e ideológica monopolizada pela Igreja Católica e baseada no dogmatismo, determinando um constante fanatismo religioso. Dentro dessas expressões, destaca-se o milenarismo, acreditando que o fim do século corresponderia ao inicio de uma "Nova Era".
Resposta: A



3) Os portugueses chegaram ao território, depois denominado Brasil, em 1500, mas a administração da terra só foi organizada em 1549. Isso ocorreu porque, até então,

a) os índios ferozes trucidavam os portugueses que se aventurassem a desembarcar no litoral, impedindo assim a criação de núcleos de povoamento.
b) a Espanha, com base no Tratado de Tordesilhas, impedia a presença portuguesa nas Américas, policiando a costa com expedições bélicas.
c) as forças e atenções dos portugueses convergiam para o Oriente, onde vitórias militares garantiam relações comerciais lucrativas.
d) os franceses, aliados dos espanhóis, controlavam as tribos indígenas ao longo do litoral bem como as feitorias da costa sul-atlântica.
e) a população de Portugal era pouco numerosa, impossibilitando o recrutamento de funcionários administrativos.

Resolução
O período de 1500 - 1530 é denominado Pré Colonial , uma vez que Portugal não se interessou na ocupação efetiva da terra, visto a maior importância dada ao comercio de especiarias com o Oriente. A partir de 1532 foram organizadas as capitanias hereditária, porém somente em 1549 podemos falar em organização política na colônia, com a instalação do Governo Geral em Salvador.
Resposta: C


4) "Antigamente a Lusitânia e a Andaluzia eram o fim do mundo, mas agora, com a descoberta das Índias, tornaram-se o centro dele". Essa frase, de Tomás de Mercado, escritor espanhol do século 16, referia-se:


a) ao poderio das monarquias francesa e inglesa, que se tornaram centrais desde então.
b) à alteração do centro de gravidade econômica da Europa e à importância crescente dos novos mercados.
c) ao papel que os portos de Lisboa e Sevilha assumiram no comércio com os marajás indianos.
d) ao fato de a América ter passado a absorver, desde então, todo o comércio europeu.
e) ao desenvolvimento da navegação a vapor, que encurtava distâncias.

Resolução
O texto se refere a pouca importância de Portugal e da Andaluzia (região espanhola) durante a baixa Idade Média, quando as cidades italianas, de certas regiões da França, Alemanha e Flandres conheceram grande desenvolvimento. No entanto, a partir do inicio da Idade Moderna, com a expansão marítimo comercial, o eixo econômico transferiu-se do Mediterrâneo apara o Atlântico e tanto Portugal como Espanha se tornaram as regiões mais dinâmicas no comércio internacional.
Resposta: B


5) "Deus castigou esta terra com dez pragas muito cruéis por causa da dureza e obstinação de seus moradores [...]. A primeira dessas pragas foi que, num dos navios, veio um negro atacado de varíola, uma doença que nunca tinha sido vista nessa terra." Motolinía. Memórias das coisas da Nova Espanha. A respeito desse relato do franciscano Motolinía, sobre a conquista da cidade do México pelos espanhóis, em 1520, pode-se concluir que

a) os religiosos europeus justificavam a conquista das populações indígenas por serem geneticamente frágeis.
b) os povos indígenas adotavam táticas cruéis de guerra que incluíam a disseminação de epidemias entre os conquistadores.
c) os astecas foram dominados pelos espanhóis por meio de uma estratégia que evitou a guerra, mas disseminou epidemias mortíferas.
d) as epidemias tornaram-se uma forma eficiente de dominação empregada pelos europeus na conquista das terras indígenas.
e) as epidemias originárias da África dizimaram parte do exército dos conquistadores espanhóis e dos indígenas mexicanos.

Resolução
A questão sobre a conquista da América pede uma interpretação do texto e faz referência a uma das formas de dizimação dos povos indígenas, as doenças trazidas pelos espanhóis.
Resposta: D

6) Ao longo do século 17, vegetais americanos como a batata-doce, o milho, a mandioca, o ananás e o caju penetraram no continente africano. Isso deve ser entendido como:

a) parte do aumento do tráfico negreiro, que estreitou as relações entre a América Portuguesa e a África e fez do sistema sul-atlântico o mais importante do
Império Português.
b) indício do alinhamento crescente de Portugal com a Inglaterra, que pressupunha a consolidação da penetração comercial no interior da África.
c) fruto de uma política sistemática de Portugal no sentido de anular a influência asiática e consolidar a americana no interior de seu império.
d) imposição da diplomacia adotada pela dinastia dos Braganças, que desejava ampliar a influência portuguesa no interior da África, região controlada por comerciantes espanhóis.
e) alternativa encontrada pelo comércio português, já que os franceses controlavam as antigas possessões portuguesas no Oriente e no estuário do Prata.

Resolução
No século 17 todas as terras do litoral africano estavam sob domínio português e tinham grande importância no fornecimento de escravos, transportados principalmente para o Brasil. No processo inverso, vários produtos oriundos da América penetraram em território africano.
Resposta: A

7) (1776 Da Independência dos Estados Unidos ), da Revolução Francesa (1789) e do processo de independência na América Ibérica (1808-1824), pode-se dizer que todos esses movimentos:

a) decidiram implementar a abolição do trabalho escravo e da propriedade privada.
b) tiveram início devido à pressão popular radical e terminaram sob o peso de execuções em massa.
c) conseguiram, com o apoio da burguesia ilustrada, viabilizar a revolução industrial.
d) adotaram idéias democráticas e defenderam a superioridade do homem comum.
e) sofreram influência das idéias ilustradas, mas variaram no encaminhamento das soluções políticas.

Resolução
A questão se refere à crise do Antigo Regime e por conseguinte à crise do Antigo Sistema Colonial. O século 18 foi marcado pela expansão das idéias iluministas (ilustradas) que exerceram forte influencia sobre todos movimentos citados.
Resposta: E


8) "... quando o príncipe regente português, D. João, chegou de malas e bagagens para residir no Brasil, houve um grande alvoroço na cidade do Rio de Janeiro. Afinal era a própria encarnação do rei [...] que aqui desembarcava. D. João não precisou, porém, caminhar muito para alojar-se. Logo em frente ao cais estava localizado o Palácio dos Vice-Reis". Lilian Schwarcz. As Barbas do Imperador. O significado da chegada de D. João ao Rio de Janeiro pode ser resumido como

a) decorrência da loucura da rainha Dona Maria I, que não conseguia se impor no contexto político europeu.
b) fruto das derrotas militares sofridas pelos portugueses ante os exércitos britânicos e de Napoleão Bonaparte.
c) inversão da relação entre metrópole e colônia, já que a sede política do império passava do centro para a periferia.
d) alteração da relação política entre monarcas e vice-reis, pois estes passaram a controlar o mando a partir das colônias.
e) imposição do comércio britânico, que precisava do deslocamento do eixo político para conseguir isenções alfandegárias.

Resolução
Como efeito da expansão francesa, que invadiu Portugal em 1807, e das pressões inglesas, para que Portugal não aderisse ao Bloqueio Continental, a Corte transferiu-se para o Brasil , que de colônia, passou a fazer o papel de metrópole, num processo conhecido como "inversão brasileira"
Resposta: C

9) Sobre a Lei de Terras, decretada no mesmo ano (1850) da Lei Eusébio de Queirós, que suprimiu o tráfico negreiro, é correto afirmar que

a) dificultava o acesso dos ex-escravos à propriedade da terra, estabelecendo o critério da compra e venda.
b) estava associada a uma concepção de distribuição de terras para estimular a produção agrícola.
c) facilitava a aquisição de terras pelos ex-escravos e imigrantes, ao associar terra livre e trabalho livre.
d) estava vinculada à necessidade de expansão da fronteira agrícola e aquisição de terras na Amazônia.
e) superava o antigo conceito de sesmaria, ao impedir a concentração de terras nas mãos de poucos proprietários.

Resolução
A Lei foi aprovada em 1850 e determinava que a propriedade da terra somente seria reconhecida àqueles que a comprassem, ou seja, o Estado não reconhecida a ocupação da terra. Desta maneira, apenas aqueles que possuíam capitais, os fazendeiros, poderiam obter novas terras, evitando que homens livres -imigrantes ou ex-escravos - se tornassem proprietários
Resposta: A

10) "Em certo sentido, os portugueses, os espanhóis e os italianos, compondo os maiores contingentes imigratórios para o Brasil, registrados entre a Independência e a Primeira Guerra Mundial, satisfaziam as reivindicações dos dois grupos de pressões nacionais." Maria L. Renaux e Luiz F. de Alencastro. História da Vida Privada no Brasil.

Uma das reivindicações atendidas com a entrada desses imigrantes foi a de

a) políticos nortistas para povoar as áreas de fronteira.
b) fazendeiros escravagistas para aumentar a produção canavieira.
c) políticos defensores do "embranquecimento" da população nacional.
d) industriais paulistas para obtenção de mão-de-obra especializada.
e) políticos europeus para solucionar problemas decorrentes da unificação nacional.

Resolução
Uma série de razoes podem ser enumeradas para a vinda de trabalhadores estrangeiros para o Brasil, durante o período citado no enunciado. A maioria desses trabalhadores dirigiu-se ao interior de São Paulo, para a produção de café.
Apesar das pressões inglesas contra o trafico e a escravidão, e de Leis de cunho abolicionista a partir de 1870, a mentalidade racista possuía grande força entre a população, destacando-se nesse caso as elites agrárias.
Resposta: C

11) "Não é por acaso que as autoridades brasileiras recebem o aplauso unânime das autoridades internacionais das grandes potências, pela energia implacável e eficaz de sua política saneadora [...]. O mesmo se dá com a repressão dos movimentos populares de Canudos e do Contestado, que no contexto rural [...] significavam praticamente o mesmo que a Revolta da Vacina no contexto urbano".
Nicolau Sevcenko. A revolta da vacina. De acordo com o texto, a Revolta da Vacina, o movimento de Canudos e o do Contestado foram vistos internacionalmente como:

a) provocados pelo êxodo maciço de populações saídas do campo rumo às cidades logo após a abolição.
b) retrógrados, pois dificultavam a modernização do país.
c) decorrentes da política sanitarista de Oswaldo Cruz.
d) indícios de que a escravidão e o império chegavam ao fim para dar lugar ao trabalho livre e à república.
e) conservadores, porque ameaçavam o avanço do capital norte-americano no Brasil.

Resolução
A revolta de Canudos (1895-97), a (1904 Revolta da Vacina) e do Contestado (1912-16) repercutiram no Exterior como movimentos contrários, respectivamente, à República Brasileira, ao saneamento do Rio de Janeiro e à implantação de uma ferrovia na Região Sul. Assim sendo, foram vistas pelos países estrangeiros como ocorrências de caráter retrógrado, que poderiam dificultar a modernização do Brasil e seu maior entrosamento com o capital internacional, na qualidade tanto de mercado consumidor como de exportador de matérias-primas.
Resposta: B


Tarzan, foto de 1931

40
12) Os personagens acima, difundidos pelo cinema em todo o mundo, representam:

a) o modelo de "bom selvagem" segundo a teoria do filósofo J. Jacques Rousseau.
b) o protótipo da mestiçagem defendido pelas teorias do nazi-facismo.
c) o ideal de beleza e de preservação ambiental difundidos pela ideologia do "american way of life".
d) a superioridade do "homem branco" segundo os defensores da expansão "civilizatória ocidental".
e) um valor estético permanente no mundo ocidental, criado pela cultura grega, a partir do mito de Ulisses e Penélope.

Resolução
Tarzan, "o rei da selva" é um homem branco que, por sua inteligência superior, se adapta ao meio e torna-se herói em ações que envolvem tanto animais selvagens, como "homens selvagens", pertencentes as tribos "atrasadas" e "Não-civilizada" do interior da África, reforçando a tese racista do "fardo do homem branco" do período do neocolonialismo.
Resposta: D

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET