HISTORIANET

Vestibulares

FGV 2003



1) Após a conquista da Península ltálica, Roma ampliou seus domínios em torno do Mediterrâneo, que passou a ser designado como mare nostrum, um verdadeiro lago interno que permitia a comunicação, as transações comerciais e o deslocamento de tropas para as diversas regiões romanas. A respeito dessa expansão, é correto afirmar:

a) A conquista de novos territórios desacelerou o processo de concentração fundiária nas mãos da aristocracia patrícia, uma vez que o Estado romano estabeleceu um conjunto de medidas que visava, distribuir terras aos pequenos e médios proprietários e à plebe urbana empobrecida.
b) Apesar da conquista do Mediterrâneo, os romanos não conseguiram estabelecer a integração das diversas formações sociais ao sistema escravista nem tampouco se dispuseram a criar mecanismos de cooptação social e política dos seus respectivos grupos dominantes.
c) As conquistas propiciaram, pela primeira vez na Antigüidade, a combinação entre o trabalho escravo em larga escala e o latifúndio, associação que constituiu uma alavanca de acumulação econômica graças às campanhas militares romanas.
d) As conquistas militares acabaram por solucionar o problema agrário em Roma, colocando em xeque as medidas defendidas por líderes como os irmãos Graco, que postulavam a expropriação das terras particulares dos patrícios e sua repartição entre as camadas sociais empobrecidas.
e) A expansão militar levou os romanos a empreender um duro processo de latinização dos territórios situados a leste, o que se tornou um elemento de constante instabilidade político-social durante a República e também à época do Império.

Resolução
As conquistas romanas foram iniciadas durante o século III a.C. na Península Itálica e, princioalmente, a partir das Guerras Púnicas", contra Cartago. Esse processo deu origem ao modo de produção escravista, marginalizando a camada plebéia, ao mesmo tempo que as principais famílias patrícias ampliavam sua propriedades.
Resposta: C


2) A respeito das cidades medievais, é correto afirmar:

a) As cidades da Idade Média Central (sécs. XI-XIII), constituídas no interior do sistema feudal, desvencilharam-se das atividades agrícolas e significaram uma completa ruptura com relação ao cenário rural dominante.
b) Encravadas no mundo rural, as cidades da Idade Média Central (sécs. XI-XIII) representaram uma profunda alteração com relação às cidades da Antigüidade
clássica na medida em que passaram a constituir principalmente centros econômicos, onde, além do comércio, desenvolveram a especialização de funções e a divisão social do trabalho.
c) As cidades da Idade Média Central (sécs. XI-XIII) estabeleceram-se a partir dos modelos da Antigüidade Oriental, recriando, em novas condições históricas,
as instituições políticas características do mundo helenístico.
d) O desenvolvimento e a proliferação das cidades da Idade Média Central (sécs. XI-XIII) ocorreu num contexto de retração econômica decorrente, entre
outros fatores, da diminuição das áreas cultivadas, da queda acentuada do volume de mão-de-obra e da estagnação das técnicas agrícolas.
e) A expansão urbana da Idade Média Central (sécs. XIXIII) foi decisiva para o desenvolvimento de uma nova sensibilidade religiosa, na qual o modelo da
Jerusalém Celestial esteve presente e estimulou o aparecimento de grupos religiosos essencialmente urbanos, como os cluniacenses e os cistercienses.

Resolução
As cidades medievais recuperaram importância gradualmente, a partir do século XI, período em que se iniciou a crise do feudalismo , com o desenvolvimento do comercio e de outras atividades como a produção artesanal. Esse processo (Renascimento Comercial e Urbano) foi significativo após a reabertura do Mediterrâneo, no inicio do século XIII e pode ser melhor percebido pela formação das Hansas e Corporações de ofício.
Resposta: B




3) "Chegou a hora da igualdade passar a foice por todas as cabeças. Portanto, legisladores, vamos colocar o terror na ordem do dia." (Discurso de Robespierre na Convenção)

A fala de Robespierre ocorreu num dos períodos mais intensos da Revolução Francesa. Esse período caracterizou-se:

a) pela fundação da monarquia constitucional, marcada pelo funcionamento da Assembléia Nacional.
b) pela organização do Diretório, marcado pela adoção do voto censitário.
c) pela reação termidoriana, marcada pelo fortalecimento dos setores conservadores.
d) pela convocação dos Estados Gerais, que pôs fim ao absolutismo francês.
e) pela criação do Comitê de Salvação Pública e a radicalização da revolução.

Resolução
Robespierre foi o principal líder da Revolução no período de 1792 a 1794. Chamada de fase popular da Revolução Francesa, o poder foi exercido pelos montanheses, destacando-se a facção dos jacobinos, que criaram o Comitê de Salvação Pública e o Tribunal Revolucionário, órgãos políticos que caracterizam a política do "Terror", ( Junho de 93 a julho de 94), processo de perseguição política à aqueles que se colocavam contra as conquistas populares e a orientação do novo governo.
Resposta: E

4) A respeito de Portugal durante a época Moderna, é correto afirmar:

a) A montagem do vasto império ultramarino esteve ligada ao fortalecimento dos setores aristocráticos que dominavam os principais postos e funções do Estado lusitano.
b) A vinculação à monarquia espanhola durante a União Ibérica (1580-1640) estimulou o movimento republicano vitorioso na revolta de 1640.
c) Vantajosos tratados econômicos foram estabelecidos com a Inglaterra, desde o século XVII, o que garantiu a prosperidade da economia portuguesa durante a crise do Antigo Sistema Colonial.
d) Durante a União Ibérica (1580-1640), estreitou-se ainda mais a parceria entre os portugueses e os holandeses, que financiavam e distribuíam na Europa os produtos coloniais brasileiros.
e) Ao contrário das demais sociedades européias, o Antigo Regime português caracterizou-se pela ausência de conflitos religiosos e pelo interesse na
produção cultural estrangeira.

Resolução
A formação do Antigo Regime em Portugal ocorre com o apoio da burguesia ( que participa diretamente do comércio) e da nobreza, que controla os cargos políticos - civis e militares - e a expansão marítima se desenvolveu a partir do interesse, principalmente, dessas duas classes sociais.
Resposta: A

5) "O homem nasce livre, e por toda a parte encontra-se a ferros. O que se crê senhor dos demais, não deixa de ser mais escravo do que eles (...) A ordem social é um direito sagrado que serve de base a todos os outros. Tal direito, no entanto, não se origina da natureza: funda-se, portanto, em convenções." J.J. Rousseau, Do Contrato Social, in Os Pensadores. São Paulo, Abril Cultural, 1978, p. 22 A respeito da citação de Rousseau, é correto afirmar:

a) Aproxima-se do pensamento absolutista, que atribuía aos reis o direito divino de manter a ordem social.
b) Filia-se ao pensamento cristão, por atribuir a todos os homens uma condição de submissão semelhante à escravatura.
c) Filia-se ao pensamento abolicionista, por denunciar a escravidão praticada na América, ao longo do século XIX.
d) Aproxima-se do pensamento anarquista, que estabelece que o Estado deve ser abolido e a sociedade, governada por autogestão.
e) Aproxima-se do pensamento iluminista, ao conceber a ordem social como um direito sagrado que deve garantir a liberdade e a autonomia dos homens.

Resolução
Tradicionalmente Rousseau é visto como iluminista, apesar das divergências que desenvolveu com a maioria dos pensadores da época. Dessa maneira não considera a situação humana como algo sagrado, no sentido religioso que poderia ser atribuído a palavra, porém, como o próprio texto afirma, essa situação é fruto de convenções, quer dizer, regras definidas pelos próprios homens. A idéia de liberdade, expressa na alternativa "E", não está clara no texto que, ao contrário, destaca a limitação da liberdade humana.
Resposta: E


6) "Come ananás, mastiga perdiz. Teu dia está prestes, burguês" Vladimir Maiakóvski, trad. de Augusto de Campos. Schnaiderman, B. et al. Maiakóvski - Poemas, São Paulo, Perspectiva, 1992, p. 82.

" Come Ananás... é um exemplo de poesia de luta. Jornais dos dias da Revolução de Outubro noticiaram que os marinheiros revoltados investiam contra o palácio de inverno cantando esses versos. É fácil compreender sua popularidade: o dístico incisivo, de ritmo tão martelado, à feição de provérbios russos, fixava-se naturalmente na memória e convidava ao grito, ao canto." Schnaiderman, B. et al. Maiakóvski- Poemas, São Paulo, Perspectiva, 1992, p. 19. A poesia citada foi elaborada no contexto

a) da resistência russa ao avanço das tropas de Napoleão no início do século XIX.
b) dos ataques russos à cidade de Stalingrado, tomada pelos nazistas em 1942.
c) dos grupos contrários a Mikhail Gorbatchov em 1991.
d) da revolução socialista na Rússia, em 1917.
e) da invasão russa ao Afeganistão, em 1979.

Resolução
O texto faz referência à Revolução Socialista, de outubro de 1917, quando os "marinheiros revoltados", liderados pelos bolcheviques, investem contra o
Palácio de Inverno de São Petersburgo, sede do governo liberal burguês chefiado por Kerensky.
Resposta: D




7) "Estoy aqui de passagem/ Sei que adiantei/ Um dia vou morrer/ De susto, de bala ou vício/ No precipício de luzes/ Entre saudades, soluço/ Eu vou morrer de bruços/ Nos braços de uma mulher/ Mas apaixonado ainda/ Dentro dos braços da camponesa/ Guerrilheira, manequim/ Ai de mim/ Nos braços de quem me queira/ Soy loco por ti, América/ Soy loco por ti de amores." Soy loco por ti,
América,Gilberto Gil/Capinam, 1968.
A década de 1960 foi marcada por uma intensa movimentação política e cultural na qual a participação dos jovens foi decisiva e registrada em diversos países do mundo. A esse respeito, é correto afirmar:

a) A contestação foi essencialmente econômica e secundariamente política e cultural, como pode ser exemplificado pela Revolução Cultural chinesa e pela revolta dos estudantes na França, em 1968, movimentos contrários a qualquer culto a personalidades.
b) A vitória da Revolução Cubana não influenciou a juventude latino-americana devido ao embargo econômico e à política de isolamento sustentada pelos Estados Unidos contra o regime de Fidel Castro.
c) A juventude estudantil brasileira manteve-se distante do processo político até o final de 1968, quando passou a organizar diversas manifestações de massas contra o regime militar.
d) A América Latina tornou-se uma das únicas regiões não contaminadas pela Guerra Fria, graças ao estabelecimento de ditaduras militares e regimes nacionalistas refratários a qualquer vinculação com os Estados Unidos ou com o bloco soviético.
e) Liberdade sexual, contracultura, revolução social, apologia à juventude e oposição à Guerra do Vietnã foram elementos da contestação dos anos sessenta.

Resolução
O ano de 1968 foi marcado por uma série de revoltas estudantis, em diversos países do mundo, sendo que os movimentos mais famosos ocorreram na França, EUA, Tchecoslovávia e Brasil. Apesar de motivações variadas, grande parte deles foi marcado pela influência de idéias socialistas e ao mesmo tempo pelo questionamento da cultura de massas e da sociedade de consumo. Em oposição a esses valores, surgiram novas propostas de estéticas e comportamentais, em um movimento de contracultura, que incluiu a liberdade sexual e o pacifismo.
Resposta: E


8) Em 1992, milhões de brasileiros saíram às ruas exigindo o impeachment do então presidente Fernando Collor de Mello. Apesar das dificuldades do termo em inglês, os manifestantes logo aprenderam que se tratava de um mecanismo legal para o afastamento do presidente e a perda do mandato presidencial. Na verdade, o mundo todo acompanhara, alguns anos antes, a renúncia de um presidente ameaçado por um pedido de impeachment registrado no Congresso de seu país. Essa situação refere-se a:

a) Salvador Allende, que renunciou à presidência do Chile em 11 de setembro de 1973, diante das acusações de corrupção que eram apuradas pelos deputados chilenos.
b) John Kennedy, que renunciou à presidência dos Estados Unidos em 22 de novembro de 1963, devido às acusações de que seu governo mantinha estreitas ligações com a máfia norte-americana.
c) Ronald Reagan, que renunciou à presidência dos Estados Unidos em 14 de abril de 1986, após as repercussões negativas provocadas pelos bombardeios da força aérea norte-americana na Líbia, o que levou a oposição a formular o pedido de impeachment do presidente.
d) Richard Nixon, que renunciou à presidência dos Estados Unidos em 8 de agosto de 1974, acusado de envolvimento no escândalo Watergate, no qual se configurava a montagem de espionagem eletrônica ao oposicionista Partido Democrata norte-americano.
e) Jânio Quadros, que renunciou à presidência do Brasil em 25 de agosto de 1961, para escapar da aprovação do seu impeachment devido às suas declarações de apoio ao regime cubano de Fidel Castro.

Resolução
Nas alternativas apresentadas, dois presidentes renunciaram a seus mandatos, Nixon, nos EUA em 1974 , devido ao seu envolvimento no caso Watergate, e Jânio Quadros que, porém, não estava ameaçado de impeachmet e não apoiava o regime cubano (apesar de ter condecorado Che Guevara).
Resposta: D




9) "A confrontação entre a loja e o engenho tendeu principalmente a assumir a forma de uma contenda municipal, de escopo jurídico-institucional, entre um Recife florescente que aspirava à emancipação e uma Olinda decadente que procurava mantê-Io numa sujeição irrealista. Essa ingênua fachada municipalista não podia, contudo, resistir ao embate dos interesses em choque. Logo revelou-se o que realmente era, o jogo de cena a esconder uma luta pelo poder entre o credor urbano e o devedor rural."
(Evaldo Cabral de Mello. A fronda dos mazombos, São Paulo, Cia. das Letras, 1995, p. 123).
O autor refere-se:

a) ao episódio conhecido como a Aclamação de Amador Bueno.
b) à chamada Guerra dos Mascates.
c) aos acontecimentos que precederam a invasão holandesa de Pernambuco.
d) às conseqüências da criação, por Pombal, da Companhia Geral de Comércio de Pernambuco.
e) às guerras de Independência em Pernambuco.

Resolução
O texto refere-se ao confronto entre senhores de engenho decadentes e endividados da região de Olinda e comerciantes de origem portuguesa, que controlavam a cidade do Recife, num período de decadência da produção de açúcar.
Resposta: B



10) A abdicação de D. Pedro I em 1831 deu início ao chamado período regencial, sobre o qual se pode afirmar:

I. As elites nacionais reformaram o aparato institucional de modo a estabelecer maior descentralização política.
II. Foi um período convulsionado por revoltas, entre elas, a Farroupilha, a Praieira e a Sabinada.
III. D. Pedro II sucedeu ao pai e impôs, logo ao assumir o trono, reformas no regime escravista.
IV. O exercício do Poder Moderador pelos regentes e pelo Exército conferia estabilidade ao regime.

As afirmativas corretas são:

a) l e ll
b) I, lI e llI
c) l e llI
d) II, lll e lV
e) II e lV

Resolução
Nenhuma das alternativas propostas nesta questão está correta pois apenas a afirmação I é correta. A Afirmação II está Errada, pois a Revolução Praieira (1848-50) não faz parte do Período Regencial (1831-40); assim como a afirmação III, pois D. Pedro II, somente assumiu o trono com o Golpe da Maioridade, ao final do
Período Regencial (1840). Outrossim, esse monarca não impôs "reformas no regime escravista" logo após ascender ao poder.
Obs.: O gabarito oficial da FGV registra, incorretamente, a alternativa a (I e II corretas).
(sem resposta)




11) Sobre a proibição do tráfico negreiro para o Brasil, é correto afirmar:

a) As pressões inglesas sobre o governo brasileiro para extinguir o tráfico de africanos permeararn as relações entre Inglaterra e Brasil no decorrer do Segundo
Reinado, tendo por auge o rompimento das relações diplomáticas na chamada Questão Christie.
b) As pressões inglesas pela extinção do tráfico de escravos foram apoiadas pela Igreja Católica, interessada em reduzir a influência africana na religiosidade popular brasileira e estabelecer sua hegemonia espiritual na América.
c) As pressões inglesas obrigaram o governo brasileiro a negociar com a potência européia um prazo para a extinção do tráfico. Vencido este prazo, em 1831 era
promulgada uma primeira lei que proibia o tráfico de africanos para o Brasil.
d) As pressões inglesas pela extinção do tráfico de escravos foram apoiadas pela população que, influenciada pelas idéias liberais, estava ansiosa para acabar com a escravidão no Brasil.
e) As pressões inglesas foram prontamente aceitas pelo governo brasileiro que, para obter o reconhecimento da Independência pela Inglaterra, proibiu o tráfico de africanos para o Brasil em 1823.

Resolução
Desde os Tratados de 1810 a Inglaterra exercia forte pressão para que o Brasil extinguisse o tráfico de escravos, numa tentaiva de ampliar o mercado consumidor para seus produtos industrializados e impor uma ordem socioeconômica baseada em seus valores. Em 1831 foi editada uma lei que proibia o trafico negreiro, porém a mesma não foi aplicada. Em 1845 as pressões inglesas se intensificaram com a aprovação do Bill Aberdeen fazendo com que o Congresso Nacional aprovasse a Lei Eusébio de Queirós em 1850, extinguindo efetivamente o tráfico.
Resposta : C





12) Rui Barbosa, como candidato à presidência da República nas eleições que se realizaram em 1910, declarava: "Mas por isso mesmo que quero o exército grande, forte, exemplar, não o queria pesando sobre o governo do país. A nação governa. O exército, como os demais órgãos do país, obedece". (Apud Edgard Carone. A Primeira República.1889-1930. São Paulo. Difel. 1969. p. 51) Nesta declaração, Rui Barbosa expressava uma

a) crítica ao governo militar do então presidente Marechal Deodoro da Fonseca.
b) crítica à candidatura de seu oponente, o militar Hermes da Fonseca.
c) defesa da maior atuação do Exército na política nacional.
d) resposta à tentativa de golpe militar liderada pelo Marechal Floriano Peixoto.
e) recusa ao apoio da oligarquia paulista para sua candidatura.

Resolução
A eleição presidencial de 1910 é considerada a primeira eleição competitiva da República Velha, quando a ruptura momentânea da "Política do Café-com-Leite" fez com que Minas Gerais e a maioria dos estados apoiassem a candidatura do marechal Hermes da Fonseca. Contra essa candidatura militar, São Paulo, apoiado pela Bahia, lançou a candidatura de Rui Barbosa, que realizou a famosa "Campanha Civilista".
Resposta: B




13) Sobre a política externa desenvolvida pelo governo brasileiro durante o Estado Novo (1937-1945), é correto afirmar:

a) Um dos objetivos centrais da política externa do período foi a procura de recursos, em forma de capital e tecnologia, para promover a industrialização do país. A estratégia adotada foi a da barganha com Estados Unidos e Alemanha.
b) A prioridade da política externa do período foi a de encontrar mercados para os produtos brasileiros de exportação, especialmente o café, de forma a contornar os efeitos da crise econômica deflagrada em 1929. A estratégia adotada foi a do alinhamento incondicional com a Alemanha.
c) Para atender ao seu principal objetivo - a obtenção de recursos externos para promover a industrialização do país - Vargas optou desde 1939 pelo alinhamento
incondicional aos Estados Unidos, então maior potência ocidental.
d) O alinhamento incondicional aos Estados Unidos foi a estratégia adotada para garantir um novo mercado consumidor para o café brasileiro. Em troca do apoio às proposições norte-americanas nos organismos internacionais, o Brasil obteve isenção de taxas alfandegárias para o café exportado para os Estados Unidos.
e) As relações diplomáticas nesse período caracterizaram-se pelo alinhamento incondicional à Alemanha, em função da convergência ideológica que aproximava a ditadura varguista do nazismo alemão.

Resolução
Durante o Estado Novo o governo Vargas adotou uma política pragmática, condizente com o discurso nacionalista, uma vez que buscou recursos para o desenvolvimento da industria nacional tanto na Alemanha como nos EUA, política que culminou com os empréstimos norte-americanos para a construção da CSN em Volta Redonda.
Resposta: A

14) Durante a Ditadura Militar, a economia brasileira apresentou um desempenho extraordinário no período conhecido como "Milagre econômico" (1969-1973), em que o PIB cresceu a uma taxa média anual de 11,2%. Sobre a política econômica desse período, é possível afirmar:

I. Foi implementada sob a direção do ministro Delfim Netto.
II. Teve como importante resultado uma distribuição de renda eqüitativa.
III. Expandiu o crédito ao consumidor para elevar o consumo interno de produtos industriais.
IV. Foi a solução adotada para enfrentar o aumento drástico do preço do petróleo no mercado externo.

As afirmativas corretas são:
a) l e ll
b) I, II e III
c) II, lll e IV
d) I e lll
e) II e IV

Resolução
Durante o governo Médici a economia foi comandada pelo ministro Delfim Netto, responsável por uma política econômica marcada pelo ingresso de industrias e capitais estrangeiros no país, elevando a dívida externa e ao mesmo tempo a produção; à essa situação esteve associada uma política de juros baixos, facilitando o consumo e portanto criando a ilusão de uma melhora na vida das classes médias urbanas.
Resposta: D

15) O chamado "pacote de abril", conjunto de medidas promulgadas pelo presidente Ernesto Geisel em 1977, representou

a) a institucionalização da ditadura militar, na medida em que criava mecanismos de repressão à oposição, através de uma série de atos institucionais, entre eles o AI-5.
b) a inauguração da política de abertura lenta e gradual, na medida em que estabelecia o voto direto e universal para a escolha de senadores e deputados.
c) a reação do governo às conquistas eleitorais da oposição, na medida em que impunha restrições, como a eleição indireta de um terço dos senadores por colégios eleitorais estaduais.
d) o retrocesso na política de abertura lenta e gradual, na medida em que impunha a censura, até então inexistente, a todos os órgãos de comunicação.
e) o fim da ditadura militar, na medida em que estabeleceu as eleições diretas para todos os cargos de governo, inclusive a presidência da República.

Resolução
Dentro de seu projeto de realizar uma abertura política "lenta, gradual e segura", o presidente Geisel , depois de haver posto fim à tortura de presos políticos e afastado os militares da chamada linha dura, decretou o recesso temporário do Congresso e introduziu na Constituição as emendas conhecidas pelo nome de "Pacote de Abril". Além de criar a figura do "senador biônico", referida no enunciado, Geisel modificou certas atribuições do Judiciário e ampliou o mandato presidencial de cinco para seis anos.
Resposta: C

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET