HISTORIANET

Vestibulares

Mack

1) Essa cidade fundada pelos fenícios, desde a decadência grega controlava praticamente todo o comércio na bacia do Mediterrâneo. Sua situação geográfica privilegiada, uma vez que estava situada no norte da África e dominava a ilha da Sicília, contribuiu para o monopólio da ligação do Mediterrâneo com o oriente pelos cartagineses.
Cláudio Vicentino e Gianpaolo Dorigo
O fragmento de texto acima está relacionado com:
a) as Invasões Bárbaras.
b) as Guerras Médicas.
c) as Guerras Púnicas.
d) a Conquista da Macedônia.
e) a Confederação de Delfos.

Resolução
A resposta está no próprio texto, cuja última palavra é cartagineses . Trata-se portanto da cidade de Cartago, que seria destruída pelos romanos ao final das Guerras Púnicas.
Obs.: Os cartagineses não dominavam toda a Sicília, mas apenas seu litoral ocidental. O restante da ilha foi colonizado pelos gregos.
Resposta: C




2) Uma das características da Idade Média foi o surgimento de movimentos religiosos discordantes dos dogmas oficiais da Igreja católica. Tais movimentos são chamados de:

a) Concílios. b) Querelas. c) Diásporas.
d) Heresias. e) Inquisições.

Resolução: Heresia é uma dissidência em relação a uma doutrina oficial - não necessariamente a católica. Na Baixa Idade Média, com o enfraquecimento do feudalismo e a concomitante diminuição da influência da Igreja, surgiram diversas heresias, das quais as mais importantes foram as dos valdenses e dos albigenses (ou cátaros).
Resposta: D




3) Após ter conseguido retirar da nobreza o poder político que ela detinha enquanto ordem, os soberanos a atraíram para a corte e lhe atribuíram funções políticas e diplomáticas.
Max Weber
O fragmento de texto acima se relaciona com:

a) o processo que permitiu ao Estado dominar politicamente a nobreza, na passagem da Idade Média para a Idade Moderna.
b) a transição que conservou os privilégios políticos da nobreza, na passagem do Antigo Regime para a Monarquia Absolutista.
c) a destruição da nobreza, pela burguesia européia, nos séculos XII e XIII.
d) o restabelecimento dos privilégios da nobreza, na transição da Idade Moderna para a Idade Contemporânea.
e) o estabelecimento, no início da Idade Média, de uma nova ordem política, que alterou profundamente as relações de dominação entre a nobreza e a realeza.

Resolução
O texto refere-se à formação do absolutismo, que caracterizou a maioria dos Estados europeus na Idade Moderna. O processo compreendeu duas etapas: na Baixa Idade Média e início dos Tempos Modernos, o rei impôs sua autoridade aos nobres; e, a partir dos séculos XVI-XVII, passaram a contar com o apoio dos aristocratas, aos quais coube exercer as altas funções políticas, administrativas e militares.
Resposta: A



4) A partir do século XIV, ao mesmo tempo em que os renascentistas se dedicavam ao estudo das línguas clássicas, diferentes dialetos davam origem às línguas nacionais. Esse fenômeno foi um importante passo na formação de uma identidade nacional e cultural. Alguns poetas e escritores deixaram de empregar o latim em suas criações literárias, substituindo-o pela língua falada na própria região. Dentre esses escritores e poetas destacamos:

a) o escritor italiano Dante Alighieri, autor de A Divina Comédia, considerado por muitos um precursor do Renascimento literário na Itália.
b) o francês Jacques Bonhomme, autor de A Jacquerie, obra que inspirou muitos camponeses a
se revoltarem contra seus senhores.
c) o florentino Fillippo Brunelleschi, autor da cúpula da catedral de Santa Maria Del Fiore.
d) o alemão Johann Gutenberg, que ficou famoso ao inventar os tipos móveis de chumbo, que permitiam uma tiragem de impressos em números inimagináveis até sua época.
e) Jan van Eyck, holandês, cuja extraordinária técnica, na absoluta precisão de detalhes, vem do analítico, naturalismo dos anteriores miniaturistas flamengos.

Resolução
De todos os nomes citados na questão, o único escritor é Dante Alighieri - portanto, o único que se coaduna com o texto transcrito. Os demais estão corretamente descritos em suas respectivas atividades, exceto "Jacques Bonhomme", que não é uma pessoa específica, mas uma designação genérica dada aos camponeses franceses durante a Baixa Idade Média. E a Jacquerie não é uma obra literária, mas a grande revolta dos servos ocorrida no século XIV.
Resposta: A



5) A ideologia nazista é muito diferente da ideologia comunista; mas a máquina do terror está igualmente presente aqui e lá. (...) o meio de fazer sofrer o próximo - o terror - é colocado à disposição de todos; ainda mais: somos encorajados e louvados por termos recorrido a esse meio. Para mergulhar meu próximo (meu superior, meu inferior, meu rival, meu vizinho, meu irmão) no sofrimento, é preciso apenas apontá-lo, da maneira apropriada, aos órgãos do Partido ou da Segurança do Estado (...) A partir de então, ele não terá mais progresso, será privado do trabalho, expulso de sua moradia, deportado da província, trancado em campo de concentração, talvez assassinado.
Tzvetan Todorov - O homem desenraizado
A partir da leitura do fragmento de texto acima, podemos considerar que o socialismo implantado na União Soviética e o regime nacional socialista implantado na Alemanha tinham, como características comuns:

a) o internacionalismo.
b) o Estado totalitário.
c) a abolição da propriedade privada.
d) o fundamentalismo.
e) a hierarquização racial da sociedade.

Resolução
Embora a Alemanha Nazista e a URSS pertençam a extremos opostos do espectro político (extrema-direita e extrema-esquerda, respectivamente), seus regimes tinham em comum o totalitarismo (supremacia absoluta do Estado, representado por um ditador, sobre os
indivíduos).
Resposta: B



6) O pesadelo do conflito olho no olho entre palestinos e israelenses pôde ser medido, na semana passada, pelas crianças engolidas no turbilhão da violência. Na segunda feira, Iman Hijo, um bebê de quatro meses, morreu após um morteiro israelense atingir sua casa em Gaza. (...) No dia seguinte, dois garotos judeus Kobi Mendel e Yosef Isham, ambos de 14 anos, foram apedrejados e esfaqueados nos arredores de um assentamento na Cisjordânia.
www.veja.com.br - 16/5/2001
O conflito a que se refere o fragmento de texto acima tem sua origem:

a) na invasão do Kuwait, em 1990, pelos exércitos iraquianos de Saddan Hussein que destruiu o precário equilíbrio territorial na região.
b) nos acordos assinados em Camp David - E.U.A., em 1978, quando o Governo de Israel concordou com a entrega da península do Sinai ao Egito.
c) na divisão religiosa entre xiitas e sunitas.
d) na decisão da Organização das Nações Unidas em dividir o território palestino em dois Estados independentes em 1947.
e) no acordo firmado pela extinta Liga das Nações, após Primeira Guerra Mundial, que decidiu criar um Estado Nacional Palestino em terras que pertenciam historicamente aos judeus.

Resolução Desde 1897, a Palestina vinha sendo reivindicada pelo movimento sionista como o território onde os judeus da Diáspora deveriam criar um Estado que os representasse. Ora, como a região era habitada pelos árabes desde o século VII, o conflito entre as duas partes dificilmente seria evitado. Em 1947, a ONU propôs uma divisão da Palestina em um Estado judeu e outro
árabe, mas os árabes rejeitaram o plano. No ano seguinte, os judeus proclamaram unilateralmente o Estado de Israel - imediatamente reconhecido pela ONU - e, a partir daí, o conflito árabe israelense irrompeu de forma aguda e se prolonga até aos dias de hoje.
Resposta: D


7) Questões políticas, ideológicas, religiosas e étnicas transformaram a Iugoslávia num barril de pólvora. Os Bálcãs foram palco dos mais violentos conflitos europeus após a II Guerra Mundial, onde cerca de 250 mil pessoas morreram, vitimadas pelas guerras dos últimos dez anos. Assinale a alternativa que apresenta o nome dos três principais conflitos que ocorreram na
Região, na última década.

a) Guerra dos Seis Dias, Guerra do Yom Kippur e Guerra da Intifada.
b) Guerra da Croácia, Guerra da Bósnia e Guerra do Kosovo.
c) Guerra da Eslovênia, Guerra da Chechênia e Guerra do Azerbaijão.
d) Guerra do Golfo, Guerra do Afeganistão e Guerra Irã-Iraque.
e) Guerra da Criméia, Guerra da Macedônia e Guerra da Eslováquia.

Resolução A Iugoslávia era um Estado multiétnico dominado pela Sérvia. Quando a crise do socialismo, no final dos anos 80 e início dos 90, levou à fragmentação política da URSS e ao ressurgimento dos nacionalismos na antiga "Cortina de Ferro", as nacionalidades da Iugoslávia
procuraram emancipar-se. A Sérvia, governada por Slobadan Milosevic, tentou impedir esse processo, mas foi derrotada nas três guerras citadas.
Obs.: Kosovo é uma região em que a maioria dos habitantes (atualmente cerca de 95%) não tem uma etnia própria, pois são de origem albanesa.
Resposta: B



8) A descoberta do ouro, no final do século XVII e século XVIII, alterou o caráter da colonização brasileira na medida em que:

a) a colonização ficou restrita ao litoral, não gerando grandes mudanças administrativas.
b) resultou na interiorização da colonização e na entrada maciça de colonos, surgindo uma sociedade urbana e um mercado interno.
c) o ouro, rigidamente controlado em sua exploração, não foi alvo de contrabando.
d) Portugal equilibrou sua balança de pagamentos, libertando-se da dependência econômica inglesa.
e) o trabalho escravo foi suplantado pelo trabalho livre, desenvolvendo-se também as manufaturas com a proteção do governo colonial.

Resolução: O ciclo da mineração, sucedendo ao ciclo do açúcar na economia colonial brasileira, alterou certas características da estrutura socioeconômica do Brasil. Claro que, com o fim do ciclo minerador e o advento do Renascimento Agrícola, características como a urbanização perderam muito de sua ênfase.
Resposta: C



9) Calcula-se que, na época do descobrimento, existiam no Brasil por volta de 5 milhões de índios. Atualmente restam aproximadamente 600 mil. Os índios brasileiros foram vitimados pelo processo
colonizador que os destruiu física e culturalmente. Dentre os fatores que contribuíram para esse resultado, apontamos:
a) o caráter primitivo de sua economia, incapaz de produzir excedentes.
b) o canibalismo e as bebedeiras rituais que desorganizavam a vida tribal.
c) as constantes guerras tribais que destruíam as fontes de abastecimento dos indígenas.
d) a utilização maciça do trabalho escravo indígena nas minas de ouro e seus deslocamentos pelo território.
e) a catequese, as epidemias, o trabalho escravo e a fome, que dizimaram física e culturalmente o indígena brasileiro.

Resolução
A alternativa e enumera as causas básicas da drástica redução da população indígena brasileira, incluindo a catequese como elemento aculturador. Faltou apenas citar o massacre puro e simples dos nativos, praticado muitas vezes pelos colonos.




10) Nada mais igual a um saquarema do que um luzia no poder. A célebre frase de Holanda Cavalcanti sobre os partidos no Segundo Reinado identificava:
a) a profunda diferença entre liberais e conservadores, quando no exercício do poder.
b) os conteúdos programáticos totalmente divergentes dos dois grandes partidos do Império, os liberais em defesa da centralização política, e os conservadores, apoiando maior autonomia provincial.
c) as contradições ideológicas acirradas entre os dois partidos, evidenciadas no Ministério da Conciliação.
d) a alternância de ambos no governo e a identidade de interesses, buscando somente a conquista do poder
e) a participação popular no processo político, obrigando os partidos a assumirem posições em defesa de seus objetivos.

Resolução: Sendo ambos "partidos de patronagem" (isto é, representantes dos patrões, ou sejam, os membros da elite agrária), os partidos Liberal e Conservador, durante o Segundo Reinado, não poderiam apresentar, quando no exercício do poder, grandes diferenças ideológicas. Curiosamente, seus programas políticos mostravam um certo antagonismo - que na prática não existia.



11) Os colonos abaixo-assinados vêm por meio desta afirmar que sua situação está longe de ser tão excelente e vantajosa quanto o prometiam as notícias divulgadas aqui e na Europa (...). Esperam que da parte dos senhores Vergueiro e Cia. sejam cumpridas todas as obrigações expressas em contrato.
Thomas Davatz
Sobre o texto acima, podemos afirmar que:

a) reflete o clima de revolta entre Igreja e Governo Imperial em função da Maçonaria.
b) se reporta ao fracasso do sistema de Parceria e à Revolta dos Colonos da Fazenda Ibicaba.
c) se trata do conflito entre militares republicanos e positivistas, contrários ao governo monárquico.
d) identifica os problemas relativos à Imigração Subvencionada no final do século XIX no Brasil.
e) se relaciona à Revolta Praieira, gerada pela disputa política na Província de Pernambuco entre liberais e conservadores.

Resolução
O sistema de parceria, implantado pelo senador Vergueiro em sua Fazenda Ibicaba, em Limeira (Oeste Paulista), com colonos alemães e suíços, não deu certo. Os colonos endividaram-se de tal forma com o proprietário que o produto de suas colheitas jamais chegou a quitar os débitos existentes. Daí o fato de se revoltarem, fazendo com que o sistema de parceria fosse
substituído pela contratação de imigrantes italianos assalariados.



12) Analise o significado da Revolução de 1930 nas alternativas abaixo.

a) Representou uma drástica transformação em todo sistema social, bem como nas estruturas econômicas e políticas brasileiras.
b) As oligarquias fizeram composições com o novo governo e as transformações institucionais abriram caminho para a modernização econômica e social do
país.
c) A questão agrária foi solucionada estendendo-se também a legislação trabalhista ao segmento rural.
d) O Tenentismo, braço armado da revolução, dominou o governo, impondo seu ideário, sobretudo a partir da Revolução Paulista de 1932.
e) Vargas isolou-se dos demais segmentos sociais, constituindo um grupo homogêneo apoiado, exclusivamente, pela burguesia industrial.

Resolução
A partir da Revolução de 30 e da conseqüente ascensão de Getúlio Vargas ao poder, ocorreram reformas institucionais, (sobretudo com a Constituição de 1934), que permitiram a modernização econômica (política de substituição das importações e implantação das indústrias de base) e sociais (advento da legislação trabalhista). No campo, porém, as estruturas continuaram as mesmas, pois as oligarquias tradicionais se compuseram com Vargas (ele próprio um fazendeiro).



13) O surto desenvolvimentista não beneficiou por igual todas as regiões do país, ao contrário, acentuou os profundos desequilíbrios, desvalorizou os salários reais, gerou o crescimento da dívida externa além do abandono da agricultura, pela ênfase demasiada na industrialização. Tais características podem ser atribuídas ao governo:

a) Jânio Quadros. b) Juscelino Kubitschek.
c) Eurico Gaspar Dutra. d) Castelo Branco.
e) Getúlio Vargas.

Resolução: A palavra "desenvolvimentismo", na historiografia brasileira, já pressupõe o governo de JK (1956-61), que se caracterizou pelo incentivo ao desenvolvimento econômico sob a supervisão do Estado.




14) Em junho de 1968 foi organizada no Rio de Janeiro a Marcha dos Cem Mil, reunindo estudantes, operários e intelectuais em protesto contra o regime autoritário. Em outubro, o 30º Congresso da UNE em Ibiúna foi invadido por tropas da polícia militar. Esses fatos foram agravados, em dezembro do mesmo ano, por medida o governo que instituiu:

a) a ampla anistia, visando reduzir os conflitos entre o movimento estudantil e o governo militar.
b) o Ato Institucional nº 5, que concentrava os poderes em mãos do executivo, estabelecia censura prévia nas universidades e escolas e o controle político e ideológico da imprensa.
c) a Abertura lenta e gradual, substituindo o AI-5 por "salvaguardas constitucionais".
d) o chamado "pacote de abril", cujo objetivo era conter o avanço oposicionista no Congresso.
e) a Lei Falcão, que proibia a propaganda eleitoral pelo rádio e televisão, impedindo o debate político.

Resolução: A resposta é factual, e portanto somente pode se referir ao Ato Institucional nº 5, assinado pelo presidente Costa e Silva em 13 de dezembro de 1968. Todavia, a formulação da questão merece dois reparos: 1) A edição do AI-5 não "agravou" os acontecimentos anteriores (Marcha dos Cem Mil e dissolução do 30º Congresso da UNE), mas constituiu uma reação contra essas e outras manifestações de oposição ao governo militar.
2) O AI-5 implica muito mais atribuições ao Executivo (poder de intervenção, restabelecimento das cassações e da supressão dos direitos políticos, recesso dos órgãos legislativos, modificações na Constituição) do que um mero cerceamento aos meios de comunicação e às atividades educacionais.

c
O Ano de 1992 ficou conhecido em nossa história como
o ano do "Brasil passado a limpo". Nas alternativas
abaixo, indique os fatos que justificaram essa definição.
a) A implementação do Plano Real que conteve o processo
inflacionário.
b) A promulgação da nova constituição, vista como
avançada por suas conquistas trabalhistas, sociais e
ecológicas.
c) A decretação pelo senado do "Impeachment" do
Presidente Collor de Mello e a suspensão de seus
direitos políticos por oito anos, após vasta relação de
denúncias de corrupção, irregularidades e tráfico de
influência.
d) A abertura do mercado, facilitando a importação e
gerando déficit comercial.
e) O crescimento de falências, concordatas e desemprego,
como resultado da economia informacional e
globalizante.
Resolução
Outra questão meramente factual. Cabe apenas lembrar
que Fernando Collor tentou evitar o "impeachment"
e a conseqüente punição política, renunciando minutos
antes da decisão do Senado. Tal manobra, porém, não
surtiu efeito, pois o pedido de renúncia não foi aceito,
o que deixou o presidente sujeito ao veredito dos senadores.

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET