HISTORIANET

Vestibulares

PUC-SP 2002

1) Durante séculos, o Mar Mediterrâneo foi o centro comercial do mundo conhecido. Dominá-lo significava também exercer plena hegemonia policia e militar. são exemplos da busca pelo controle do Mediterrâneo e de sua importância:

a) As Guerras Púnicos, nos séculos III e II a.C., entre Roma e Cartago, que determinaram a plena expansão dos romanos e asseguraram-lhes o domínio do norte da África.
b) As atividades mercantis, na Alta Idade Média. de cidades italianas, como Veneza ou Gênova, que se empenharam no estabelecimento de novas rotas oceânicas para o Oriente.
c) as colonizações desenvolvidas em território americano, a partir do século XV por Portugal e Espanha, cujo objetivo era ligar o Atlântico ao Pacífico.
d) As guerras napoleônicas na Península ibérica no principio do século XIX, que ampliaram o comando francês sobre o norte e o centro do território africano.
e) as Guerras do Peloponeso, nos séculos V e lV a.C., que envolveram as cidades gregas de Atenas e Esparta, na busca pelo controle total da Península Balcânica. .

Resposta: A



2) Entre os anos de 1315 e 1317, chuvas extremamente fortes e constantes atingiram, de forma inesperada. parte significativa da Europa, ao norte dos Alpes. Pode-se relacionar esse episódio à:

a) série de transformações climáticas enfrentadas pela Europa desde o século VIII, que derivaram do uso intenso de materiais poluentes nas fábricas e nas guerras.
b) devastação florestal ocorrida na busca de mais terras cultiváveis para abastecer a população que. em virtude de inovações tecnológicas e do controle temporário das pestes, crescia rapidamente.
c) escassez de recursos de controle de pluviosidade pelos feudos, desestruturados após as revoltas de servos, que se transferiram para as cidades e fizeram ressurgir o comércio entre as várias partes da Europa.
d) religiosidade dos povos locais que conseguiram, com sua fé, obter as chuvas necessárias para o sucesso da produção agrícola e o decorrente aumento na produção de alimentos.
e) inexistência de alternativas de irrigação de áreas agriculturáveis, o que forçava os senhores de terras a recorrer exclusivamente ás chuvas para manter suas plantações vivas.

Resposta: B




3)

"Quem quer passar além do Bojador,
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu."
Fernando Pessoa, "Mar Português ".

in Obra poética. Ria de Janeiro, Editora José Aguilar, 1960, p 19

O trecho de Fernando Pessoa fala da expansão marítima portuguesa. Para entendê-lo, devemos saber que:

a) "Bojador" é o ponto ao extremo sul da África e que atravessá-lo significava encontrar o caminho para o Oriente.
b) a "dor" representa as doenças, desconhecidas dos europeus, mas existentes nas terras a serem conquistadas pelas expedições.
c) o "abismo" refere-se à crença, então generalizada. de que a Terra era plana e que, num determinado ponto, acabaria, fazendo caírem os navios.
d) menção a "Deus" indica a suposição, à época, e que o Criador era contrário ao desbravamento dos mares e que puniria os navegadores.
e) o "mar" citado é o Oceano Índico, onde estão localizadas as Índias, objetivo principal dos navegadores

Resposta: C




4)

"O que o canavial sim aprende do mar:
o avançar em linha rasteira da onda;
o espraiar-se minucioso, de liquido.
alagando cova a cova onde se alonga.
O que o canavial não aprende do mar:
o desmedido do derramar-se da cana;
o comedimento do latifúndio do mar,
que menos lastradamente se derrama. "
João Cabral de Melo Neto,
" O mar e o canavial", in A educação pela pedra. Antologia poética. Rio de Janeiro, José Olympio Editora, t999, p.

João Cabral, recifense, relacionou, no fragmento do poema acima, mar e canavial. A associação considera; semelhanças e diferenças entre eles e pode ser compreendida se considerarmos que

a) "o avançar em linha rasteira" do canavial é uma menção á expansão da produção açucareira m região Nordeste e especialmente no Estado de Pernambuco iniciada no período colonial e encerrada; no Império.
b) o mar e as praias de Pernambuco sempre foram, a( lado da cana, as únicas fontes de riqueza da região Nordeste, desde o período colonial até os dias de hoje.
c) "o desmedido do derramar-se da cana" é uma referência critica á organização da produção açucareira em latifúndios, unidades produtoras de grande porte.
d) as lavouras de cana sempre estiveram localizadas no interior de Pernambuco, distantes do litoral, e a relação com o mar é para mostrar a totalidade geográfica do Estado.
e) "alagando cova a cova onde se alonga" é uma sugestão de que o plantio da cana, assim como o mar, provocou, ao longo de sua história, muitas mortes.


Resposta: C




5) Ás 6 da manhã, do dia 7 de dezembro de 1941, aviões japoneses bombardearam a base norte-americana de Pearl Harbor, no Havaí. A ofensiva iniciava o avança japonês que, oito meses depois, controlava parte significativa do Oceano Pacifico. Sobre os conflitos na Pacifico, durante a Segunda Guerra Mundial, pode-se dizer que:


a) demonstram a instabilidade política do Pacifico e do sudeste asiático, antes dominados principalmente pela França e pela Inglaterra, e alvo, durante a Guerra, de interesses norte-americanos e japoneses.
b) ilustram o combate de japoneses e norte-americanos contra chineses e soviéticos, que tentavam estabelecer na região a hegemonia de Estados guiados pela ideologia socialista.
c) desembocam na explosão das bombas atômicas em Hiroxima e Nagasaki, responsáveis pela vitória final dos países Aliados sobre os países do Eixo e pela rendição incondicional de Alemanha e Japão.
d) iniciam uma seqüência de combates aéreos e navais, dos quais participaram ativamente todos os países envolvidos na Guerra, especialmente Alemanha e Itàlia, empenhadas em defender as posições japonesas.
e) abrem espaço para a proliferação do islamismo, que acabou por conquistar, por meio de revoluções populares, o controle de Estados como o Paquistão, a Índia ou as Filipinas.

Resposta: A


6) As Bandeiras utilizaram amplamente os rios para penetrar no território brasileiro e atingir regiões distantes do litoral. Entre suas funções, é possível afirmar que

a) estavam intimamente ligadas ao tráfico negreiro e buscavam o interior para vender escravas africanos para aldeias indígenas.
b) opunham-se às tentativas de catequização de índios pelos jesuítas por considerar os índios destituídos de alma.
c) Procuravam, a mando da metrópole Portuguesa. Pedras e metais preciosos no interior do Brasil e no leito dos rios que navegavam.
d) fundavam cidades ao longo dos rios e dos caminhos que percorriam e garantiam, posteriormente, seu abastecimento de alimentos.
e) eram contratadas, por senhores de terras, para per- seguir escravos fugitivos e destruir quilombos.

Resposta: E (gabarito oficial)
Obs.: Há que se levar em consideração que não era função do bandeirante contratado perseguir escravos fugitivos, pois esta atribuição era dos chamados capitães-do-mato.


7) O "Ato de Navegação", de 1651, estabelecia que mercadorias compradas da Inglaterra ou vendidas a ela só poderiam ser transportadas em navios ingleses. Essa medida pode ser considerada:

a) a cristalização da hegemonia inglesa sobre o Mediterrâneo e sobre os mares europeus, que só cessou com a descoberta de novos caminhos para o Oriente pelos navegadores ibéricos.
b) a imposição, a países como França e Holanda, da hegemonia mercantil inglesa, impedindo-os de manterem relação de monopólio com suas possessões coloniais nas Américas e na África.
c) a vitória da burguesia liberal inglesa sobre a aristocracia, que preferia incentivar o comércio interno a investir no comércio externo e no aparato militar-naval.
d) a consolidação do domínio inglês sobre os mares, que deu á Inglaterra, por vários séculos, claro predomínio naval e mercantil, especialmente no Oceano Atlântico.
e) a superação definitiva do feudalismo e o reinicio de atividades comerciais, articulando a ilha em que está localizada a Inglaterra e a parte continental da Europa.


Resposta: D




8) Em 1984, começou a operar a Usina Hidrelétrica de ltaipu. Binacional, pois reúne Brasil e Paraguai, ltaipu foi planejada desde 1966 e sua construção iniciou-se em 1971. Sobre essa Hidrelétrica, pode-se dizer que foi:

a) uma tentativa brasileira de compensar o pais vizinho após a destruição que o Exército Brasileiro realizou em terias paraguaias por ocasião da Guerra do Paraguai.
b) uma obra realizada pela ditadura militar brasileira e sua construção serviu, além da obtenção de energia, como propaganda da "grandeza nacional" que os militares diziam construir.
c) uma iniciativa de inspiração militar, pois permitiu aos governos brasileiro e paraguaio, no caso de uma guerra no Cone Sul, ameaçar a Argentina com a abertura das comportas e a decorrente inundação de Buenos Aires.
d) uma mudança na condição de subdesenvolvimento dos dois países, pois, além de gerar muitos empregos, a comercialização da eletricidade enriqueceu os países, aumentando suas rendas "per capita".
e) uma demonstração de que é possível produzir energia elétrica a partir da água, evitando, dessa forma, o risco de futuros racionamentos de energia e de "apagões".

Resposta: B


9) Entre as últimas décadas do século XIX e as primeiras do XX, várias capitais brasileiras (principalmente em Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e Salvador) passaram por processos de reurbanização. Um dos traços marcantes dessas inovações foi a expansão da rede de serviços: água encanada, esgotos, luz elétrica, transportes públicos, calçamento de ruas, etc. Os projetos de melhoria urbana estão ligados, entre outras coisas,

a) á profunda preocupação social manifestada pelas prefeituras das capitais, que iniciaram os processos de reurbanização Para melhorar as condições de vida dos setores trabalhadores.
b) ao interesse das grandes corporações estrangeiras em transferir suas sedes para o Brasil, onde a mão-de-obra era mais barata e onde poderiam obter lucros mais expressivos.
c) à chegada ao poder, no plano nacional, do Partido Republicano Paulista, com sua proposta de incentivo à industrialização e ao comércio, proporcionando rápido crescimento econômico das grandes cidades.
d) ao acelerado crescimento populacional nessas capitais, que trazia dificuldades sérias para o funcionamento de seu cotidiano e provocava tensões e reivindicações sociais expressivas.
e) à pressão dos movimentos de camponeses, de inspiração socialista ou anárquica, que se transferiam para as cidades e juntavam-se ao operariado na formação de partidas políticos populares.

Resposta: D

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET