HISTORIANET

Vestibulares

UFF 99

O Vestibular UFF 99 realizado no final do ano anterior, aproveitou várias de suas questões para relembrar datas que faziam aniversário, o manifesto comunista, revolta dos alfaiates e a chegada de Vasco da Gama às Índias.

Seguindo a atual tendência, tivemos três questões de História da América: uma tratando do do início da colonização, outra do início da industrialização nos países de língua espanhola, aparentemente mais difícil, e uma última utilizando-se de um texto sobre a Revolução Cubana, com alternativas que se referiam à vários países latinos. Em meio a 15 testes América representou 20% da prova

Pode-se considerar a prova como de nível médio, não exigindo do aluno grande raciocínio ou senso crítico, no entanto, chama a atenção o elevado número de questões que tratam de "atualidades", tanto em História Geral como em Brasil; consequentemente também chama a atenção o fato de não encontrar-mos nenhuma questão de História Antiga ou Medieval. Em Brasil duas questões sobre o governo atual (uma tratando de importante movimento, o MST, relacionando-o ao desconhecido MAB); em Geral uma questão sobre Oriente Médio e outra sobre a situação da Ásia atual.

A questão social foi a que mereceu maior destaque, tanto nas questões atuais, quanto nas que tratam da história moderna: a situação da classe operária foi tema de uma pergunta de geral e de uma de Brasil.



VEJA A PROVA


1. O lema liberal "Liberdade, Igualdade e Fraternidade" consagrado pela Revolução
Francesa influenciou, sobremaneira, as chamadas Inconfidências ocorridas em fins do século XVIII no Brasil Colônia. Assinale a opção que apresenta informações corretas sobre a chamada Conjuração dos Alfaiates.
a) Envolveu a participação de mulatos, negros livres e escravos, refletindo não somente a preocupação com a liberdade, mas também com o fim da dominação colonial.
b) Esta inconfidência baiana caracterizou-se por restringir-se à participação de uma elite de letrados e brancos livres influenciados pelos princípios revolucionários franceses.
c) Em tal conjuração, a difusão das ideias liberais não acarretou crítica às contradições da sociedade escravocrata.
d) Este movimento, também conhecido como Inconfidência Mineira, teve um papel singular no contexto da crise do sistema colonial, revelando suas contradições e sua decadência.
e) Um de seus principais motivos foi a prolongada crise do setor cafeeiro que se arrastou ao longo da segunda metade do século XVIII.


2. Em 1998, comemorou-se o sesquicentenário do Manifesto Comunista. No entanto,
entre 1850 e 1860, não se podia antever o brilhante futuro que lhe estava reservado. Inúmeros fatores podem explicar a difusão do "Manifesto" pelo mundo no decorrer da Segunda metade do século XIX; Entre os fatores responsáveis pela difusão das idéias contidas no Manifesto Comunista destacam-se:
a. a importância do Manifesto para a Comuna de Paris e a unificação alemã.
b.a primazia de Lenin junto à 1a Internacional e o surgimento de dois partidos
operários de peso na Alemanha.
c. a primazia de Marx junto à Associação Intemacionàl dos Trabalhadores e o surgimento de novos partidos trabalhistas pelo mundo.
d. a fundação de partimos trabalhistas pelo mundo e o profundo nacionalismo do
Manifesto.
e. o nacionalismo expresso no texto e a primazia de Marx junto à 1a Internacional

3. A expansão imperialista sobre os territórios asiáticos e africanos no decorrer do século XIX foi, antes de tudo, um ato de conquista. A partir desta afirmativa, identifique a opção que indica a nação européia expansionista, a região colonizada e o movimento de resistência possíveis de inter-relacionar-se corretamente.
a) França / Argélia / Guerra do Boxers
b) Inglaterra / Índia / Revolta dos Cipaios.
c) Inglaterra / Sudão / Revolta dos Boers.
d) Portugal / Angola / MPLA.
e) Alemanha / China / Movimento Taiping.


4. No ano de 1998 comemoraram-se os quinhentos anos da chegada de Vasco da Gama às Índias, fato considerado como um dos marcos das grandes, navegações e descobrimentos que antecederam a descoberta e a colonização do "Novo Mundo", Assinale a opção que revela uma característica da colonização espanhola na América.
a) Criação de Universidades por toda a área de colonização com o propósito de ilustrar as elites indígenas americanas para consolidar o domínio colonial.
b) Redirecionamento da política colonial no Novo Mundo tendo como fato determinante o florescimento do comércio com as Índias.
c) Exploração da mão~de-obra negra escrava por meio de instituições como o repartimiento com o objetivo de atender às demandas de produtos primários da Europa.
d) Divisão do território ocupado em sesmarias com o intuito de extrair maior volume de prata e ouro do subsolo.
e) Fundação de uma rede de cidades estendida por toda a área ocupada, formando
a espinha dorsal do sistema administrativo e militar.


5. O domínio holandês no Brasii, sobretudo no governo de Mauricio de Nassau, foi marcado por grande desenvolvimento cultural e artístico. Tal processo pode ser relacionado a características peculiares da República das Províncias Unidas no século XVII. Relativamente a este momento histórico é incorreto afirmar:
a) A assimilação da arte, identificada mais fortemente na produção artística de Rembrandt, testemunhou o poderio da burguesia holandesa do período.
b) os holandeses viviam numa república descentralizada que encorajava não só a eficiência económica, como também o florescimento das artes e técncias.
c) o calvinismo foi o fator determinante para o desenvolvimento do capitalismo holandês.
d) a cultura holandesá era mais receptiva às inovações, assim como aos elementos estrangeiros.
e) a inexistência de uma corte contribuiu para que a burguesia holandesa não assimilasse, mais efetivamente, o consumismo exacerbado ditado pelos padrões culturais europeus.


6. "Todo homem, contanto que não transgrida as leis da justiça, permanece plenamente
livre para seguir a estrada apontada por seu interesse e para levar onde lhe aprouver, sua indústria e seu capital, juntamente com aqueles, de qualquer outra classe de homens." (SMITH, Adam. Textes choisis. Paris, Dalloz, 1950, p. 275). .Este texto apresenta a máxima do liberalismo inglês do século XVIII, pressupondo que
a noção de liberdade ligava-se ao reino da Natureza, sem vinculações com a problemática do espaço. Assinale a opção que se identifica, corretamente, com o pensamento de Adam Smith.

a) As atitudes políticas dos cidadãos, em particular sua liberdade de escolher seus representantes, era tema de interesse vital para os liberais do século XVIII, mormente em face dos primeiros movimentos operários.
b) A idéia de "nação", como um espaço socialmente construído, é um dos fundamentos do liberalismo do século XVIII.
c) O conceito de "nação" está intimamente ligado ao "princípio da nacionalidade" formulado no século XVIII.
d) Até o final do século XIX o termo "nação" significava, simplesmente, o conjunto de habitantes de uma província, de um país ou de um reino, pertencendo muito mais ao domínio da Natureza.
e) O pensamento liberal parte do reconhecimento do valor e importância da cooperação humana mediante a forte presença do Estado.


7. "A primeira geração de proletários brasileiros convivera, nas fábricas e nas cidades,
com trabalhadores escravos durante várias décadas. Este fato caracteriza toda a fase
inicial do processo de formação do proletariado como classe no Brasil"(FOOT, F. &
LEONARDI, V. História da Indústria e do Trabalho no Brasil. SP, Global, 1982, p. 111).

Assinale a opção que se refere incorretamente à questão focalizada pelo texto na
segunda metade do século XIX.

a) Os trabalhadores nacionais, tidos como preguiçosos, deviam ser controlados pelo aparato policial e judicial.
b) O regime escravista propiciava a formação de ideologias que valorizavam o trabalho manual, considerado honroso para o homem e fonte da riqueza nacional.
c) A política de repressão à vadiagem era direcionada, principalmente, ao liberto, a ser reeducado numa nova ética do trabalho.
d) A imagem ideal do trabalhador era representada pelo estrangeiro, portador em potencial da civilização e da modernização do pais.
e) Dentre as primeiras categorias de proletários brasileiros, formados no século XIX, encontravam-se os ferroviários, estivadores, portuários e têxteis.


8. A primeira fase da industrialização latino-americana, na segunda metade do século XIX, foi marcada por experiências distintas, segundo as peculiaridades de cada pais. Em relação a este tema é correto afirmar:
a) O período denominado "Porfiriato", no Chile, assegurou pala este país a estabilidade política e a expansão das atividades exportadoras necessárias à consolidação de sua indústria.
b) No caso da Argentina e do México, ambos tipicamente agrário-exportadores, o desenvolvimento industrial teve por base a incorporação do artesanato local preexistente.
c) A Argentina e a Bolívia são exemplos de países nos quais uma economia exportadora de produtos agrícolas engendrou, rapidamente, importante mercado interno para o surto industrial.
d) Na primeira fase, fortemente calcada sobre a produção artesanal já existente, a industrialização mexicana foi garantida por uma política protecionista e de unificação do mercado nacional.
e) A industr1alização boliviana constituiu-se no exemplo de uma economia mineira de exportação cuja infra-estrutura teve grande significado para a absorção de um vasto contingente de trabalhadores.


9. Apesar do objetivo da união económica e monetária ser uma idéia antiga na história da Europa, somente em tempos recentes ganhou concretude e materialidade. Face ao enunciado, numere a coluna da direita de acordo com a da esquerda:

1) Tratado de Roma ( ) Países que ingressaram na CEE em 1986
2) Itàlia e Luxemburgo ( ) Estabelece a Comunidade Econômica Européia
3) Tratado de Maastricht ( ) Dois dos países fundadores da CEE
4) Portugal e Espanha ( ) Estabelece a União Européia
5) Inglaterra e Dinamarca

Assinale a opção que contém a numeração na ordem correta.

(A) 2, 1, 4, 3
(B) 2, 3, 5, 1
(C) 4, 1, 2, 3
(D) 4, 3, 2, 1
(E) 4, 1, 5, 3



10. O Oriente Médio é, até os nossos dias, um dos principais "barris de pólvora" do mundo contemporâneo. Considere as afirmativas:
I. O Movimento Sionista expressa a luta pela constituição de um Estado Palestino.
II. Os vários grupos religiosos presentes no Líbano são focos de radicalização das tensões sociais.
III. A Guerra de Suez, em 1956, foi um conflito entre as tropas de Israel e do Egito.
IV. Em 1947, a ONU aprovou um plano de partilha da região da Palestina, para formar dois estados: um judaico e outro árabe.
V. No Livro Sagrado dos muçulmanos -- o Corão - há o reconhecimento da cultura e religião israelenses.
VI, Os Acordos de Camp David sancionaram a incorporação legal das regiões de Gaza e da Cisjordânia pelo estado de Israel.

As afirmativas que estão corretas são as indicadas por:
(A) I, III e V
(B) I, V e VI
(C) II, III e IV
(D) II, IV e VI
(E) II, V e VI



11. Dentre os movimentos organizados de oposição ao governo Femando Henrique Cardoso, um deles se destaca: o Movimento dos Sem Terra (MST). Com respeito ao assunto mencionado é correto afirmar:

a) O MST identifica-se com o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) na medida em que ambos criticam a atuação do Estado na gestão das questões sociais.
b) O Estatuto da Terra aprovado pela Constituição de 1988 é uma legislação agrária que expressa as reivindicações do MST.
c) A União Democrática Ruralista (UDR) é formada por representantes do MST no Congresso Nacional
d) Uma das instituições mais criticas à atuação do MST é a Comissão Pastoral da Terra.
e) O INCRA é o Instituto responsável pela política de colonização e reforma agrária no Brasil e segue as deliberações do MST.



12. Em julho de 1998 foi privatizado o conjunto de empresas estatais brasileiras do sistema Telebrás, dando prosseguimento ao programa neoliberal do governo Femando Henrique Cardoso. Assinale a opção que melhor define "privatização":
a) aplicação de instrumento legal pelo Estado brasileiro no favorecimento de empresas estrangeiras em leilões das Bolsas de Valores
b) apropriação do Estado pelo capital privado, nacional ou estrangeiro.
c) processo de incorporação de novas empresas privadas ao Estado - o mesmo que Estado mínimo
d) processo de organização de vendas das empresas estatais através de leilões nas Bolsas de Valores
e) transferência do património público para o controle privado de setores empresariais, nacionais ou estrangeiros


13. "A Revolução Cubana era tudo: romance, heroísmo nas montanhas, ex-líderes com a desprendida generosidade de sua juventude - os mais velhos mal tinham passado dos 30 -, um povo exultante, num paraíso turístico tropical, pulsando com os ritmos da rumba" ( HOBSBAWN, Eric. Era dos Extremos. SP, Cia das Letras, 1995, p. 427). O resultado da Revolução Cubana foi a organização de um estado comunista na América Latina, desafiando a política de domínio norte-americana. Essa nova realidade determinou o estabelecimento de relações entre Cuba e os demais países latino-americanos que tomaram caminhos e perfis diferenciados. A partir das relações entre Cuba e outros países latino-americanos analise as afirmativas:
I. " O Brasil reatou relações diplomáticas com Cuba em 1986, estabelecendo-se um ponto de partida para vários acordos comerciais e culturais entre os dois países.
II. O Movimento Sendero Luminoso, em El Salvadcr, sofreu influências profundas da Revolução Cubana.
III. Influenciada pela experiência cubana, a guerrilha paraguaia da década de 70 foi liderada por Alfredo Stroessner.
IV. A experiência socialista de Allende, no Chile, na década de 50, influenciou positivamente a Revolução Cubana.
V. A Frente Sandinista de Libertação Nacional, na Nicarágua, inspirou-se, em parte, na experiência cubana.
As afirmativas que estão corretas são as indicadas por:

(A) I III e IV
(B) I e V
(C) II, IV e V
(D) II e IV
(E) III e V



14. No segundo semestre de 1997 a Coréia do Sul, que sempre fora vista como exemplo de capitalismo exitoso, com forte base industrial, acrescentou mais um condimento à crise das bolsas que se iniciou no Sudeste Asiático e espalhou-se, num efeito em cadeia, por todo o mundo, revelando algumas das principais contradições do capitalismo contemporâneo. Assinale a opção que melhor explica tais contradições.
a) Os países industrializados da Ásia, apesar de aparentarem prosperidade, acumulavam riquezas em bases falsas, como bem o demonstrou a crise financeira de 1997.
b) O excesso de empréstimos internacionais a projetos imobiliários ambiciosos e a companhias que pertenciam a funcionários, foram as causas da crise asiática, que teve efeitos sobre todas as economias ocidentais.
c) A crise asiática deveu-se ao ataque especulativo às economias de alguns países que, diante de grande pressão, foram obrigados a desvalorizar suas moedas com efeitos negativos em suas bolsas de valores.
d) Na medida em que o capitalismo globalizou a produção e o uso da mão-de-obra, impondo a aplicação de tecnologias cada vez mais modernas e o endividamento das empresas asiáticas, a crise financeira tornou-se inevitável, resultando em fuga dos capitais estrangeiros, multiplicação de falências e profundo desemprego.
e) A crise asiática não se )imitou a alguns pequenos países, afetando diretamente o
coração financeiro do Japão cujos bancos operavam com base em moedas podres.


1 questão foi anulada


VEJA O GABARITO

1) A
2) C
3) B
4) E
5) E
6) D
7) B
8) D
9) A
10) C
11) A
12) D
13) B
14) A

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET