HISTORIANET

Vestibulares

2011 - Unifesp

Prova de Conhecimentos Específicos – área de Humanidades Realizada em 17 de dezembro de 2010 1. A arte do Egito Antigo, além de estar inteiramente ligada às crenças religiosas, apresenta muitas informações sobre a sociedade da época. a) Qual fator geográfico propiciava, numa região cercada por deserto, a atividade produtiva representada pela imagem? b) Que significado religioso tinha para os egípcios a representação de cenas da vida cotidiana nos túmulos? Resolução: a) a presença do Rio Nilo. È celebre a frase do historiador grego Heródoto, “O Egito é uma dádiva do Nilo”, que procura sintetizar a importância do rio para a produção na região. O processo de cheias e vazantes bastante regular garantia a fertilização da terra e água em abundância para as comunidades camponesas. b) Um dos fundamentos da religiosidade egípcia era a crença na vida após a morte. Por isso havia uma grande preocupação com os rituais de passagem e com a próxima vida. Nos túmulos eram representadas cenas do cotidiano e colocados objetos pessoais que parte da preparação para a vida eterna. 2. “Chegamos à terra dos Ciclopes, homens soberbos e sem leis (...) Não têm assembleias que julguem ou deliberem, nem leis; vivem em grutas, no cimo das altas montanhas: e cada um dita a lei a seus filhos e mulheres, sem se preocupar uns com os outros”. (Homero. Odisseia, Século VIII a.C.) “Parece-me gente de tal inocência que, se homem os entendesse e eles a nós, seriam logo cristãos, porque eles não têm nem entendem nenhuma crença, segundo parece. E, portanto, se os degredados que aqui hão-de ficar aprenderem bem a sua fala e os entenderem, não duvido, segundo a santa intenção de Vossa Alteza, fazerem-se cristãos e crerem na nossa santa fé, à qual praza a Nosso Senhor que os traga, porque, certo, esta gente é boa e de boa simplicidade e imprimir-se-á [facilmente] neles qualquer cunho que lhes quiserem dar”. (Pero Vaz de Caminha. Carta a el-rei dom Manuel sobre o achamento do Brasil, 1.º de maio de 1500.) Os textos apresentados expressam valores próprios às sociedades em que foram produzidos: a Grécia da antiguidade e a ibérica do século XV. a) Que diferença de valores pode ser constatada entre essas sociedades, a partir dos textos? b) Além do objetivo expresso pela Carta de Caminha, a colonização portuguesa do Brasil teve uma clara finalidade econômica. Qual finalidade era essa?. Resolução: a) Homero descreve a sociedade dos cíclopes do ponto de vista grego, ou seja, destacando as características das cidades gregas, que valorizavam a soberania, com suas formas próprias de organizar o poder e definir a participação dos cidadãos, a partir de uma ótica política. Caminha também se utiliza de uma ótica própria para definir e entender os nativos da América, a partir de um ponto de vista religioso, cristão, uma vez que a religiosidade tinha papel preponderante na formação cultural européias, em particular Ibérica. b) Caminha expressa um objetivo religioso, de catequização (apesar de ainda ter sido realizado o Concílio de Trento e de não existir a ordem dos jesuítas). O objetivo econômico pode ser compreendido pelo “sentido da colonização”, ou seja, obter riquezas nas áreas colônias. A obtenção e acumulação de riqueza era a base do mercantilismo, que pressupunha que a riqueza de uma nação era definida pelo acumulo de metais preciosos e que estes poderiam ser obtidos a partir da intensificação do comércio de produtos tropicais na Europa. 3. (...) o paulista nunca se afez às coisas do mar. É homem do interior. A palavra interior é das que mais usa o paulista. É no sertão que está a terra boa e não na beirada do oceano, como no Norte. (Rubem Borba de Morais. Prefácio do livro de Saint-Hilaire, Viagem à província de São Paulo, 1819.) O texto alude às diferenças históricas existentes entre São Paulo e o Norte do Brasil (atual Nordeste brasileiro), que remontam ao início da colonização portuguesa. a) Quais condições geográficas e econômicas favoreceram a colonização litorânea de Pernambuco e do Recôncavo baiano nos séculos XVI e XVII? b) Explique a razão da rápida ocupação econômica do Oeste Velho paulista, a partir de 1830. Resolução: a) a colonização dessas regiões foi determinada pela necessidade de obtenção de um gênero lucrativo, de grande comercialização na Europa, como o açúcar, sendo que a terra e o clima do norte eram favoráveis ao cultivo da cana-de-açúcar. b) a ocupação do interior de São Paulo foi limitada nos primeiros séculos de colonização. A grande ocupação após 1830 está diretamente relacionada a expansão da cafeicultura, uma vez que a chamada “terra roxa”, que abunda nessa região, era muito adequada a esse gênero agrícola. A expansão da industrialização na Europa e Estados Unidos no século XIX foi fundamental para a expansão das exportações de café brasileiro. 4. Numa quinta-feira, 24 de outubro de 1929, 12.894.650 ações mudaram de mãos, foram vendidas na Bolsa de Nova Iorque. Na terça-feira, 29 de outubro do mesmo ano, o dia mais devastador da história das bolsas de valores, 16.410.030 ações foram negociadas a preços que destruíam os sonhos de rápido enriquecimento de milhares dos seus proprietários. A crise da economia capitalista norte-americana estendeu-se no tempo e no espaço. As economias da Europa e da América Latina foram duramente atingidas. Franklin Delano Roosevelt, eleito presidente dos Estados Unidos em 1932, procurou combater a crise e os seus efeitos sociais por meio de um programa político conhecido como New Deal. a) Identifique dois motivos da rápida expansão da crise para fora da economia norte-americana. b) Caracterize de maneira geral o New Deal e apresente uma de suas medidas de combate à crise. Resolução: a) um motivo mais geral é o fato de existir, desde o final do século XIX, um modelo capitalismo monopolista, integrado internacionalmente. Além disso, grande parte dos países europeus dependia de investimentos de empresas estadunidenses no processo de recuperação de suas economias, abaladas pela Grande Guerra. b) Foi um programa econômico intervecionista, basaedo nas teorias econômicas de John Maynard Keynes, que pregava a importância do Estado como agente de definição da economia – e não o mercado como nas teorias liberais -. Dentre as medidas adotadas, as mais destacadas são: - realização de obras públicas. - reforma no setor agrícola, garantindo aos produtores recursos. - Política trabalhista com um salário mínimo. 5. Comemora-se em 2010 o centenário de nascimento do compositor Adoniran Barbosa. “Saudosa Maloca”, de 1955, e “Trem das Onze”, de 1964, estão entre as mais significativas de suas composições. “Saudosa Maloca”: Ali onde agora está/ Esse edifício arto,/ Era uma casa veia,/ Um palacete assobradado,/ Foi ali seu moço,/ Que eu, Mato Grosso e o Joca,/ Construímos nossa maloca,/ Mas um dia, nóis nem pode se alembrá,/ Veio os home, com as ferramenta,/ E o dono mandô derrubá. “Trem das Onze”: Não posso ficar nem mais um minuto com você/ Sinto muito amor, mas não pode ser/ Moro em Jaçanã,/ Se eu perder esse trem/ Que sai agora às onze horas/ Só amanhã de manhã. a) As composições de Adoniran Barbosa expressam o processo de urbanização da sociedade, que se intensificou nos anos 50 do século passado. Cite duas causas do crescimento das cidades brasileiras a partir dessa data. b) As letras de “Saudosa Maloca” e de “Trem das Onze” descrevem os problemas e as dificuldades sociais gerados por essa urbanização. Que problemas sociais são apresentados nessas composições? Resolução: a) O início da década de 50 foi marcado pela política desenvolvimentista do presidente Juscelino Kubitschek, apoiada em um grande plano gerencial, o Plano de Metas, que tinha como base a industrialização do país e o desenvolvimento de outros setores, principalmente de energia e transporte. As principais ações envolveram o ingresso de empresas e capitais estrangeiros, que se concentraram nas áreas urbanas, principalmente do sudeste. b) “Saudosa Maloca” descreve os problemas relacionados à moradia. O crescimento urbano foi marcado pela verticalização e pela valorização de diversas áreas centrais nas cidades, forçando o deslocamento das populações mais pobres, que normalmente viviam em “malocas” ou cortiços para áreas periféricas. “Trem das onze” destaca o problema nos transportes, com a ampliação das distâncias – dado o crescimento das cidades – e a limitação dos transportes públicos, principalmente nas áreas periféricas.

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET