HISTORIANET

Notícias

UNILA

03/09/2010 - Haddad: educação é importante fator de integração

O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse aos 300 alunos da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila) que a instituição onde eles estudam tem vocação única no mundo – a de promover a integração do continente.

O encontro de Haddad com os estudantes foi durante a aula inaugural da universidade, proferida pelo presidente Lula, em Foz do Iguaçu (PR), ontem, dia 2. Integração, segundo o ministro, não é apenas uma questão geográfica, política, social, mas também pode pensar a possibilidade de uma moeda única, de sistemas tributários comuns, a busca de soluções de nossos conflitos, a exploração sustentável das riquezas.

“No campo da educação, as possibilidades de integração são imensas – pelo cinema, música, literatura, história e pela aproximação dos povos indígenas, afro-descendentes, imigrantes e o aproveitamento das riquezas que essas culturas trouxeram de seus berços”, explicou Haddad.

Os desafios para vencer as barreiras também são enormes, segundo o ministro, mas estudantes e professores podem unir forças, gerar conhecimentos novos, aumentar a vontade de descobrir novas riquezas, que são geradas quando acontece a integração de povos.

Unila
Com proposta acadêmica inter e transdisciplinar, com aulas bilíngues em português e espanhol e professores brasileiros e estrangeiros, a Unila inaugura um modelo diferente de universidade pública no país. Criada por lei aprovada pelo Congresso Nacional, a instituição existe desde 12 de janeiro deste ano, já selecionou 300 estudantes, sendo 150 brasileiros e 150 argentinos, uruguaios e paraguaios.

Cada curso tem 50 vagas, das quais 25 são para brasileiros e 25 distribuídas para alunos dos três países, do bloco do Mercosul. Os cursos são de ciências biológicas – ecologia e biodiversidade; relações internacionais e integração; economia, integração e desenvolvimento; sociedade, estado e política na América Latina; engenharia ambiental e energias renováveis; e engenharia civil de infraestrutura.

O projeto acadêmico da Unila tem dois ciclos de estudos: o primeiro, com dois semestres, compreende formação nas áreas de metodologia, línguas e estudos da América Latina. Depois dessa etapa, que é comum a todos os cursos, os estudantes começam a formação específica na área escolhida.
Como os alunos são de diferentes regiões do Brasil e dos países do Mercosul, a Unila oferece assistência estudantil àqueles que precisam de ajuda para frequentar a instituição. A assistência compreende moradia, alimentação, transporte e saúde.

Em 2011
No próximo ano, a Universidade Federal da Integração Latino-Americana vai abrir 1.700 vagas em 13 novos cursos. A seleção de alunos brasileiros será feita com as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2010, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação. A seleção dos estrangeiros será feita em seus países.

Fonte: Portal MEC

 

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET