HISTORIANET

Notícias

Ensino

Haddad defende novo modelo de ensino
07/05/2010 -

O Ministro da Educação, Fernando Haddad, defendeu na manhã de ontem, 6, a necessidade de inovação no tradicional itinerário de formação do estudante brasileiro. Ele participou, em Brasília, da cerimônia de posse dos reitores dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia da Bahia, do Tocantins e do Paraná.

“Não devemos nos prender a camisas de força no que diz respeito à educação. O novo modelo de educação profissional no Brasil veio provar isso”, destacou o ministro. Nas palavras de Haddad, os institutos federais não são escolas comuns e tampouco universidades. “São arranjos educacionais, tipicamente brasileiros, que formam técnicos, tecnólogos, cientistas e os podem levar a ser também bacharéis, com uma visão para o desenvolvimento do país e aderência à vida prática.”

O ministro ressaltou aos reitores recém-empossados e aos demais, presentes à solenidade, que eles têm o desafio de explicar e disseminar a cultura dos institutos federais aos novos professores. Muitos, segundo o ministro, ainda não compreendem o modelo articulado de formação proposto por essas escolas de ensino profissionalizante.

Para o secretário de educação profissional do MEC, Eliezer Pacheco, os institutos federais precisam ser ousados e inovadores porque têm compromisso com o futuro. “São o caminho da emancipação tecnológica do Brasil”, afirmou.

Os novos reitores

Instituto Federal do Tocantins — Francisco Nairton do Nascimento tem licenciatura em ciências agrícolas pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e títulos de engenheiro-agrônomo e mestre em fitotecnia pela mesma universidade. Atuou como diretor-geral da Escola Agrotécnica Federal de Araguatins. É conselheiro representante do Ministério da Educação no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) no estado.

Instituto Federal do Paraná — Alípio Santos Leal Neto é bacharel em direito e especialista em didática do ensino superior pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Iniciou a carreira como professor da então Escola Técnica da Universidade Federal do Paraná e foi eleito diretor por três gestões. Foi, também, vereador em Curitiba. Atuou como reitor pro tempore do instituto desde início de 2009.

Instituto Federal da Bahia — Aurina Oliveira Santana tem licenciatura em eletricidade e administração de sistema educacional. É especialista em conteúdos e métodos de ensino pela Universidade do Estado da Bahia, onde atuou como professora por 11 anos. Tem, ainda, o título de eletrotécnica pela Escola Técnica Federal da Bahia. Ocupou cargos de diretora e reitora pro tempore do instituto.

Clique aqui e acesse a publicação original da notícia

Fonte: Portal MEC
 

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET