HISTORIANET

Vestibulares

Ufscar 2010

UFSCAR – História
Prof Claudio Recco


01. Considerando as características da democracia antiga (como a ateniense) e as da democracia contemporânea (adotada por muitos países), indique as
a) diferenças.
b) semelhanças.

RESPOSTA
A) A democracia ateniense restringia o direito político a pequena parte da sociedade, excluíndo as mulheres e, ao mesmo tempo preservou a escravidão. Outra diferença é o fato de ter sido direta, ou seja, os cidadãos votavam as leis nas assembléias. No mundo contemporâneo (a maioria dos países) a democracia garante direito de participação à maioria e é representativa.
B) A valorização da cidadania como expressão política e a existência de instituições políticas definidas que proporcinam a troca de governantes.

02. Comparando-se o passado colonial do Brasil com o passado colonial dos Estados Unidos, indique os principais elementos
a) comuns.
b) distintos.

RESPOSTAS
A) As duas regiões estiveram subordinadas a metrópoles européias e ao pacto colonial. No entanto não existiu “Estados Unidos” no período colonial e as áreas de colonização inglesa – as 13 colônias – tiveram um desenvolvimento diferenciado, sendo que as cinco colônias localizadas ao sul possuíam uma estrutura semelhante a do Brasil, subordinada aos interesses mercantilistas, apoiadas no latifúndio, monocultura para exportação e trabalho escravo
B) As principais distinções são percebidas quando se comparam as colônias do centro-norte, consideradas de povoamento, que desenvolveram uma estrutura voltada para suas características e interesses, como a pequena propriedade, policultura, apoiada no trabalho livre, em especial na servidão temporária. Pode-se destacar a existência do Auto-governo nas 13 colônias como elemento diferenciador em relação ao Brasil


03.
As duas Grandes Guerras do século passado afetaram significativamente nosso país, mas o Brasil de 1939 a 1945 era bem diferente do Brasil de 1914 a 1918. Levando em conta esses aspectos, indique a situação e o posicionamento do nosso país na
a) Primeira Guerra Mundial.
b) Segunda Guerra Mundial.

RESPOSTAS
A) O Brasil estava sob comando das oligarquias agrárias, em especial daquelas vinculadas a produção e exportação de café e viveu, durante a I Guerra Mundial, um surto industrial. O país declarou seu apoio a Tríplice Entente em 1917, enviou suprimentos agrícolas e matéria-prima, mas não participou efetivamente da guerra.
B) Durante a II Guerra Mundial o país estava sob a ditadura Vargas – Estado Novo – conheceu maior desenvolvimento industrial como consequência do nacionalismo  econômico populista e, em principio, declarou sua neutralidade. Apenas em 1942 o país tomou partido na guerra, a favor dos aliados, fruto das pressões estadunidenses e enviou soldados da FAB e da FEB (Força Expedicionária Brasileira) para combater na Europa em 1944. A participação efetiva do Brasil na Guerra agudizou as contradições do governo e contribuiu para sua queda.


04. Se nem todas as grandes crises econômicas, como a atual, que, periodicamente acometem o capitalismo, levam a uma transformação no seu funcionamento, todas as grandes transformações pelas quais ele passou foram desencadeadas por uma grande crise.
Situe historicamente e explique as crises que levaram ao chamado capitalismo
a) com participação estatal (keynesiano).
b) desregulado (neoliberal).

RESPOSTAS
A) O capitalismo “keynesiano”, caracterizado por grande intervenção do Estado na economia segundo os princípios do economista inglês John Maynard Keynes, desenvolveu-se a partir da crise de 1929 e sua principal manifestação foi o New Deal, programa de recuperação implementado pelo governo dos Estados Unidos a partir de 1934, a partir do qual exerceu grande controle sobre o sistema financeiro, sobre as atividades produtivas e sobre as relações de trabalho.
B) O capitalismo desregulado ou neoliberal é aquele onde o Estado não aparece como agente, ou seja, é a própria dinâmica do mercado (Lei da oferta e da procura) que determina as relações de produção, os preços, as condições de compra ou venda, considerando-se que, nesse caso o papel do Estado é “mínimo”, apenas de fazer cumprir as leis e zelar para a manutenão da livre concorrência. O neoliberalismo foi impulsionado pelos governos dos Estados Unidos e Inglaterra a partir dos anos 70, fruto da crise do capitalismo internacional provacada pela crise do petróleo.

05. Nos quinze anos compreendidos entre 1959 e 1974, muitos países, inclusive o Brasil, vivenciaram grandes inovações nas esferas, entre outras, da moralidade, da música e da política.
a) Dê um exemplo de inovação em cada uma dessas três esferas.
b) Estabeleça as relações entre elas.

RESPOSTAS
A) Diversos países, inclusive o Brasil, vivenciaram o movimento feminista, que contestava a opressão da mulher e a moral machista da época, com inovações no vestuário como o biquíni e a mini-saia que reprresentaram uma revolução comportamental; o movimento Hippie como expressão maior da contra cultura. A música em diversas nações foi caracterizada pela politização, sendo que no Brasil passou-se a usar a expressão “musica de protesto” para diversas canções que questionavam a ditadura e a censura; o tropicalismo surgiu como um movimento que congregava aspectos da música nacional e norte-americana. Do ponto de vista político, a crise do populismo na América Latina e estabelecimento de ditaduras comandadas por militares foi uma das principais características.
B) os anos 60 foram caracterizados por um grande movimento de contestação, principalmente da juventude, contra os padrões estabelecidos. Essa contestação se expressou de diversas formas e, na arte, sua principal forma foi a música, com novas sonoridades que rompiam os padrões da época, assim como em termos comportamentais, destacando-se o vestuário, marcado pela profusão de cores e pelas possibilidades de dar destaque ao corpo. Grande parte da juventude ocidental foi influenciada pela Revolução Cubana e os movimentos de contestação política estiveram, em parte baseados no idealismo representado por Che Guevara, em parte pelo crescimento dos grupos de esquerda, na luta contra governos conservadores ou ditatoriais.


 

Pesquisar em
1128 conteúdos

Notícias

MASP

Passagens por Paris - Arte moderna na capital do séc. XIX

Notícias

Universidades latinas atraem poucos estrangeiros

Instituições têm melhorado sua presença em rankings internacionais, mas continua

Roteiros de Aula

Ninguém tira Zero

Província elimina nota zero para proteger autoestima de alunos

Notícias

França e Alemanha lembram 100 anos da Primeira Guerra

Presidentes Hollande e Gauck homenageiam mortos nas batalhas e destacam importân

COPYRIGHT © HISTÓRIANET INTERNETWORKS LTDA

PRODUZIDO POR

SOBRE O HISTORIANET